Inicio / Seminário / Apresentação

Apresentação

Palavra do Bispo do Algarve

O ministério ordenado, garantia permanente da presença sacramental de Cristo, é imprescindível na vida de uma comunidade cristã. Enquanto responsável pelo funcionamento orgânico da comunidade, o presbítero é chamado a ser o homem da comunhão, empenhado em despertar e acompanhar vocações, promover carismas e ministérios, fomentar e apoiar a formação e a integração de leigos e suas associações ou movimentos na vida eclesial, criando as condições de uma real participação e efectiva corresponsabilização de todos na missão da Igreja. O presbítero está ao serviço de todas as vocações e estas, por sua vez, pela reciprocidade da comunhão, orientam-se para o ministério ordenado.

Deste modo o cuidado com o Seminário, enquanto viveiro de vocações sacerdotais, deve tornar-se dever e empenho de toda a Igreja diocesana, para garantir a formação dos futuros presbíteros e a constituição de comunidades eucarísticas como plena expressão da experiência cristã.

O Seminário só poderá realizar plenamente a sua finalidade com o apoio de toda a Igreja diocesana manifestado pelo afecto, oração, comunhão e generosidade, traduzida, também pela ajuda material.

A missão imprescindível do nosso Seminário merece todo o nosso apoio. Estou certo de que continuarei a encontrar em todos vós o testemunho do carinho que nutris por ele, pela sua equipa responsável e pelos nossos seminaristas e pré-seminaristas.

Nunca é demais recordar o lugar primordial do Seminário, verdadeiro coração da Diocese, entre as diversas instituições diocesanas. Sem o Seminário e a realização da sua finalidade, não há sacerdotes, não há Eucaristia nem a demais vida sacramental… não há Igreja. Todos somos chamados a cultivar este “canteiro de estimação” onde cresce e se fortalece a semente da vocação, que o Senhor da Messe continua a semear no coração daqueles que chama ao seguimento pleno de Cristo e ao anúncio da Boa Nova do Reino. O aprofundamento da fé, robustecida pela oração e pelo estudo, e a aquisição das qualidades humanas necessárias ao exercício do ministério ordenado, constituem elementos fundamentais da missão do Seminário. A Igreja e o mundo de hoje precisam de “sentinelas” que apontem, com a palavra e a vida, para Cristo, e sejam referência credível de Deus nas nossas comunidades e na sociedade em geral.

† Manuel Neto Quintas

Bispo do Algarve

 

Palavra do Reitor

Seminário – sinal e mediação

Saúdo, com afecto, os leitores desta Página do Seminário de S. José da Diocese do Algarve, certo de que, através dela, muitas pessoas se tornarão mais próximas de uma veneranda instituição, porventura já familiar para alguns, enquanto para outros desconhecida e até mesmo objecto de alguma curiosidade.

Mas, que é o Seminário? Como muito bem precisou o Santo Padre Bento XVI na sua Carta aos Seminaristas em 18 de Outubro de 2010, “O Seminário é uma comunidade que caminha para o serviço sacerdotal”. Revendo-se nas primeiras comunidades apostólicas, de certo modo encontra nelas o paradigma do que o mundo espera da Igreja.

Aqui, os chamados encontram o ambiente favorável para crescerem como “comunidade dos discípulos” e se tornam anunciadores do Deus vivo “que Se mostrou a nós em Jesus Cristo e nos reúne em Igreja universal, para aprender, com Ele e por meio d’Ele, a verdadeira vida e manter presentes e tornar eficazes os critérios da verdadeira humanidade”.

O Seminário é assim, pois, neste projecto divino, sinal e mediação. Por um lado interpela para a continuidade do ministério apostólico e, por outro, garante o acompanhamento daqueles que, respondendo com um “Sim” generoso à interpelação, se preparam para “servir a Igreja de todos”.

O Seminário de Faro é portador de uma longa história de chamamento para a missão nesta Igreja do Algarve. Continua de portas abertas e agradecido às nossas comunidades cristãs, do passado e do presente, que tão generosamente o têm apoiado com as suas orações, incentivos e renúncias. E, de uma maneira muito particular aos nossos jovens, continua a fazer ecoar nos seus corações: “o Mestre está aqui e chama-Te” (Jo 11, 28).

Que a oportunidade desta página não deixe ninguém indiferente. Entrai nela. Recebe-vos uma comunidade de amigos que vos acolhe, escuta e reza por vós.

Cón. José Pedro Martins

Reitor