Segunda-feira 19 de Agosto de 2019
Inicio / Noticias / Igreja da Luz de Lagos tem novo rosto

Igreja da Luz de Lagos tem novo rosto

A tarde estava bonita e o sol de Dezembro resplandecia nos belos e novos vitrais desta igreja o­nde celebram o seu culto católicos e anglicanos, uma igreja verdadeiramente internacional o­nde se cruzam pessoas de diversas raças e línguas, especialmente no tempo de Verão. D. Manuel Quintas benzeu o ambão, mesa da Palavra, tendo, em tom catequético, dado início à sua homilia. Começou por salientar o sentido do altar na própria celebração. «O altar é Cristo. Por isso é sagrado e inspira respeito e a nossa atenção particular», afirmou. Terminada a Eucaristia, houve um breve concerto que contou com a participação de um músico inglês e do Grupo Coral de Lagos. Seguidamente, as pessoas dirigiram-se para o salão do clube local, o­nde houve um lanche/convívio. Além dos paroquianos, nacionais e estrangeiros, também os anglicanos contribuíram, com os seus donativos para esta obra que orçou em cerca de 77.500€. Para além da substituição dos telhados da igreja e sacristia, a estrutura de madeira foi totalmente substituída. O telhado da capela mortuária foi colocado ao mesmo nível das sacristias, foram restaurados os sinos e o coro foi também alvo de obras de conservação. Foram colocados vitrais novos, melhorado o sistema de ventilação e o sistema eléctrico foi igualmente revisto. Foram ainda rebocados os interiores da igreja, concretamente o espaço da capela baptismal e da capela mor, e foi construída uma casa de banho. As portas exteriores do templo, bem como as portas da sacristia, casa mortuária foram também substituídas. A segunda fase de intervenção na igreja da Luz de Lagos contemplará o restauro da talha dourada. Com vista a solucionar o problema da falta de espaços para a catequese, a paróquia pretende ainda avançar com o projecto de construção de um salão paroquial.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …