Segunda-feira 16 de Setembro de 2019
Inicio / Noticias / Noivos prepararam-se, em Faro, para o Matrimónio

Noivos prepararam-se, em Faro, para o Matrimónio

Esta preparação constituiu num “tempo de partilha e diálogo sobre os valores que são fundamentais para a construção das famílias cristãs”. O encerramento teve lugar no passado dia 4 de Março na Eucaristia da igreja de São Pedro, presidida pelo pároco, Padre Manuel Rodrigues. Antes da entrega dos diplomas e da bênção dos noivos, um dos casais partilhou o seguinte testemunho que passamos a transcrever: “Decidimos! Vamos casar! A agitação começa e com ela a ansiedade, o nervoso miudinho, as contas de cabeça, e todo um frenesim para preparar o grande “DIA”. Fomos então convidados para frequentar o CPM e tomamos consciência de que para o casamento não há só a preparação anterior, mas e acima de tudo, a preparação para uma futura vida a dois. Durante algumas semanas convivemos com casais que dinamizaram sessões o­nde existiram a preparação de alguns temas, previamente entregues, bem assim como a discussão dos mesmos com outros casais, que, como nós, decidiram dar o grande passo… De inicio houve talvez alguma relutância e dificuldades em expressar opiniões, mas os receios foram diminuindo, porque quando falamos de sentimento e de amor verdadeiro, não há que ter medo. Os temas abordados eram do conhecimento de todos nós, mas será que alguma vez nos tínhamos debruçado sobre eles com profundidade? Talvez sim, talvez não. Contudo, o que é certo é que dialogamos, partilhamos, escutamos, opinamos, compreendemos sobre muito daquilo que implica uma vida a dois, e fizemo-lo de uma forma mais enriquecedora, porque os testemunhos dos casais da equipa e as vivências dos noivos do grupo, alargaram e fortaleceram as nossas perspectivas. Escolhemos casar livremente pela Igreja, para que Deus abençoe a nossa união, e ao longo destas semanas consciencializamo-nos para o compromisso que vamos assumir, acreditando que está nas nossas mãos a formação de Famílias integras completas e unidas, dando a nossa melhor imagem, para que no espelho da vida, se reflicta nos nossos filhos e dê bons reflexos. De tudo o que foi escutado e partilhado, ficaram muitas ideias que não podem ser esquecidas e nas quais todos acreditamos. Para que a união de um casal seja forte e duradoira, tem de haver respeito pela diferença, aceitação e tolerância. Para que tudo corra bem é necessário deixar o altruísmo impor ao egoísmo, pois o casamento não é para me fazer feliz, é para fazer o outro feliz. É ter consciência do ajustamento das personalidades e moldá-las, para deixarmos de pensar em nós próprios mas como casal e posteriormente como Família. E construir sólidos projectos de fecundidade, sejam para gerar vida e proporcionar tudo de bom para esse outro ser, seja a dar-nos aos outros, no que mais precisem. E não deixar que a interferência dos outros sejam prejudicial, mas sim uma mais valia. E o equilíbrio com a vida económica sem deixar que prejudique a nossa relação. É amuar, rir, chorar, tolerar, partilhar, compreender e perdoar… e acima de tudo dialogar. E tudo isto e muito mais que ao longo da vida for surgindo e que teremos de ter a capacidade para enfrentar. Estas foram algumas das conclusões a que chegamos, e que, com enorme satisfação foram elogiadas pela equipa, que tão bem nos acolheu e partilhou as suas próprias experiências. Como tal, desejamos que esse elogio prevaleça e que o nosso casamento seja testemunho de uma feliz vida a dois. Tal como nas palavras da oração que rezávamos no final de cada sessão: Que o nosso amor, quer nos sofrimentos quer nas alegrias, se pareça com Aquele que TU dedicas à Tua Igreja, amor de que um dia seremos testemunhas no Mundo, através do nosso Matrimónio. Destas semanas guardamos o convívio, os conselhos, as certezas, a partilha e principalmente os rostos que se puseram ao nosso dispor…”

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …