Em declarações à Agência Ecclesia o cónego José Pedro Martins explica que os jovens «são chamados por Cristo em qualquer ponto do Algarve”. Este chamamento tanto pode ser no Sotavento algarvio como na serra. O «Chama por mim…» está relacionado com a identidade do espaço local. “Os jovens têm aderido”, confidenciou o reitor do Seminário algarvio. O Secretariado da Pastoral Vocacional da Diocese do Algarve editou um subsídio intitulado «Chama Por Mim…» que pretende ser uma ferramenta de apoio a párocos, catequistas e animadores para o trabalho com crianças, adolescentes e jovens no que concerne àquele sector da pastoral da Igreja. A publicação de 156 páginas reúne propostas de catequeses vocacionais, de caminhadas vocacionais, elaboradas pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional (SDPV) a empreender no contexto dos grupos de catequese e de jovens e também apresenta dois anexos, um com cinco testemunhos (alguns da diocese algarvia) e outro com 41 cânticos. Este projecto é a rampa de lançamento para o Pré-Seminário. “Alguns dos jovens participantes poderão encontrar-se com o Pré-Seminário para um experiência mais pessoal e circunscrita na proposta do sacerdócio”, salienta o cónego José Pedro Martins. O Pré-seminário da Diocese do Algarve funciona em quatro centros: Ferragudo, Loulé, Faro e Tavira. “Temos acções todos os meses e estão envolvidos mais de meia centena de jovens”. O Seminário do Algarve “não tem muitos seminaristas”, mas, “felizmente, todos os anos temos rapazes” do Pré-Seminário que entram no Seminário. Por acordo das dioceses do Sul (Algarve, Beja e Évora), os seminaristas maiores da diocese algarvia estão no Seminário de Évora. Actualmente, a diocese tem 11 alunos no seminário.