Foto © Arquidiocese do Luxemburgo

O bispo do Algarve participou ontem nas celebrações da 50.ª peregrinação de Nossa Senhora de Fátima a Wiltz, no norte do Luxemburgo.

Bispo_algarve_visita_arquidiocese_luxemburgo (14)
Foto © Arquidiocese do Luxemburgo
Bispo_algarve_visita_arquidiocese_luxemburgo (17)
Foto © Presidência da República Portuguesa

D. Manuel Quintas concelebrou na eucaristia presidida pelo arcebispo da Arquidiocese do Luxemburgo, D. Jean-Claude Hollerich, juntamente com o bispo da Diocese de Bragança-Mirada, D. José Cordeiro, e outros prelados, a qual contou também com a participação do presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, em visita oficial ao país.

Depois da celebração – na qual participaram os Grão-Duques do Luxemburgo, Henrique e Maria Teresa, para além de alguns milhares de outras pessoas –, o bispo diocesano integrou também a procissão com imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima que se lhe seguiu.

Bispo_algarve_visita_arquidiocese_luxemburgo (2)
Foto © Arquidiocese do Luxemburgo

Antes da missa – na qual participou também o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro –, o bispo do Algarve administrou o sacramento da reconciliação (confissão), juntamente com outros bispos e sacerdotes.

Bispo_algarve_visita_arquidiocese_luxemburgo (0)
Foto © EPA/Cugnot Mathieu

Na quarta-feira, o D. Manuel Quintas já tinha participado, na catedral do Luxemburgo, na inauguração da instalação “Coração Independente Vermelho”, da artista portuguesa Joana de Vasconcelos, na qual, para além da artista, também Marcelo Rebelo de Sousa esteve presente.

A peregrinação a Wiltz, cidade a cerca de 65 quilómetros da capital luxemburguesa, reúne todos os anos milhares de fiéis devotos de Nossa Senhora de Fátima. No Luxemburgo, a Virgem é venerada maioritariamente por emigrantes portugueses, mas também por cabo-verdianos e alguns luxemburgueses. Segundo dados oficiais, residem no Luxemburgo cerca de 100.000 portugueses, que representam 16,4 por cento da população naquele país.

Em 1945, um grupo de luxemburgueses fez uma promessa de criar um santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz caso esta cidade, ocupada pelos nazis, não fosse evacuada durante a II Guerra Mundial. O Santuário de Op Bassent foi inaugurado em 1952.

É a segunda vez que o Grão-Ducado recebe a réplica da imagem que está na Cova da Iria. A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, que permanecerá no Luxemburgo até dia 25 de junho, foi entregue no passado domingo no Santuário de Fátima. “A bênção da imagem foi feita no final da eucaristia dominical na qual participou a Missão Católica Portuguesa no Luxemburgo, com mais de 50 anos, representada por três missionários – a irmã Perpétua Coelho, das Servas de Nossa Senhora de Fátima, o padre Ricardo Monteiro, lusodescendente, e a leiga Sara Ferreira”, adiantou o Santuário de Fátima, em nota divulgada através da sua página na internet.

no images were found