Quarta-feira 24 de Outubro de 2018
Inicio / Cultura / Exposição com pinturas das paróquias de Tavira patente na igreja da Misericórdia

Exposição com pinturas das paróquias de Tavira patente na igreja da Misericórdia

Abriu ao público no passado dia 30 de abril, na igreja da Misericórdia, em Tavira, uma mostra de pintura, com algumas telas que são parte do espólio das paróquias e que foram cedidas para integrar esta exposição, que é uma iniciativa conjunta da Santa Casa da Misericórdia de Tavira e das paróquias de Tavira e Conceição.

“As paróquias de Tavira e Conceição têm vindo a promover um trabalho de criação de sinergias com diversas entidades, quer com as públicas (autarquia e juntas de freguesia), quer com outras, como a Santa Casa da Misericórdia, procurando, deste modo colaborar de forma proativa na preservação do muito património religioso da cidade”, afirma Miguel Neto, pároco destas paróquias.

“Nestes últimos dois anos, desde que a nova equipa de sacerdotes assumiu funções, tem sido feito um esforço, quer para manter o património aberto e cessível, sempre que possível, quer para realizar um trabalho de preservação do mesmo”, diz e informa em primeira mão: “nesse sentido, já temos uma técnica de conservação e restauro a trabalhar connosco a tempo inteiro e, no mês de junho, passaremos a ter duas, já que vamos receber uma estagiária, que nos ajudará nesta tarefa”.

Todavia, este não é um trabalho fácil, explica o sacerdote: “Tavira tem um vastíssimo património religioso, que não se encontra sob a alçada de uma só instituição e que precisa de muita atenção, coisa que não é fácil e que exige um investimento significativo, mas acreditamos que este pode ser um caminho importante para a dinamização desta cidade, onde fé e arte tiveram e têm uma tão significativa importância”. E reforça: “precisamente por isso, importa trabalhar na criação de parcerias com todos os que, de boa-fé, querem colaborar nesta tarefa de dar a conhecer a história e o património desta cidade”.

Por isso, nasce mais esta iniciativa, a segunda que une estas duas instituições, tendo a primeira sido uma mostra sobre a devoção mariana dos tavirenses e que permitiu mostrar algumas das peças de imaginária mais relevantes dos templos de Tavira ao longo de um ano, tendo a mostra encerrado no final de 2017.

“A mostra que agora abre permitirá que os visitantes possam descobrir pinturas que representam episódios da vida da Virgem Maria”, conta o sacerdote. Os trabalhos, quase todos do século XVIII, atestam o desenvolvimento da atividade artística que ocorreu durante a segunda metade desse século nesta cidade.

As telas são sobretudo de artistas regionais ou mesmo locais, existindo também exemplares da autoria de reconhecidos artistas nacionais e estrangeiros, facto que reforça não só a importância da cidade de Tavira na época, como também o poder económico de alguns dos seus encomendadores, essencialmente membros do clero e das ordens religiosas.

“Tenho de agradecer a colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Tavira e do seu provedor, que desde a primeira hora se tem mostrado recetivo a estas iniciativas, bem como da técnica dessa instituição que colabora na montagem e seleção de peças e temas, a Dra. Alexandra Rufino”, diz o padre Miguel Neto. “Espero que esta mostra seja mais um sucesso, como foi a anterior, que registou uma afluência muito grande de visitantes”, conclui.

As obras poderão ser vistas às segundas-feiras, das 9h às 12h e das 14h às 17h e, ainda, de terça a sábado, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30. Encerrará aos domingos e feriados.

Verifique também

Espaço da antiga capela do Paço Episcopal em recuperação para receber núcleo museológico

O espaço da antiga capela do Paço Episcopal de Faro tem estado em obras para …