A nova associação designada AJMAL – Associação Jovens em Movimento de Aljezur tem objectivos sociais, culturais e desportivos, procurando envolver os jovens do concelho, e não só, em actividades relacionadas com aquelas áreas. Partindo da Igreja católica, a Associação que hoje será publicamente apresentada pelas 21 horas na Escola EBI + JI de Aljezur, visa «abrir portas» à intervenção cívica. Conforme explica João Cabral, presidente da AJMAL, a iniciativa pretende contribuir “para que os jovens compreendam que ser Igreja não passa apenas por estarem fechados dentro das paredes da igreja, mas também por irem ao encontro das necessidades dos outros”. “Achámos que, em Aljezur, a cultura, o desporto e o social são áreas pouco desenvolvidas”, complementa aquele responsável, reconhecendo que “foi a intervenção que o grupo tinha na paróquia que deu origem à constituição da associação”. Embora constituída por jovens na sua maioria entre os 18/19 anos integrados na Igreja católica, a AJMAL, cuja sede funciona provisoriamente na casa paroquial, está também aberta a jovens que não professem a mesma fé ou até sem qualquer religião. Entre os projectos previstos, a associação, que procura agora angariar mais associados para além dos 20 jovens que a constituem (11 dos quais na direcção), equaciona a constituição de uma equipa masculina e feminina de andebol, a criação de um Centro de Explicações em colaboração com professores de Lagos, a colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Aljezur para o apoio aos idosos, bem como um intercâmbio com a comunidade brasileira com vista a ajudar na sua integração. Actualmente está já a promover aulas de guitarra ao abrigo de um protocolo celebrado com a Escola EBI + JI de Aljezur.