Inicio / Educação / Lobitos do CNE comemoraram o patrono S. Francisco em Quarteira

Lobitos do CNE comemoraram o patrono S. Francisco em Quarteira

Foto © Samuel Mendonça

Os Lobitos da Região do Algarve, pertencentes ao Corpo Nacional de Escutas (CNE), comemoraram o seu patrono São Francisco de Assis no passado fim-de-semana.

Foto © Samuel Mendonça

A atividade regional, que acontece anualmente no fim-de-semana seguinte ao dia em que a Igreja celebra a festa litúrgica do santo – 4 de outubro –, teve este ano lugar em Quarteira, na mata da praia do Almargem, com a participação de cerca de 331 Lobitos (escutas entre os 6 e os 10 anos de idade, pertencente à I secção do CNE) de 26 dos 33 agrupamentos algarvios daquele movimento (mais um em formação).

Foto © Samuel Mendonça

Orientados por 78 dirigentes de todo Algarve e por 13 Caminheiros (escuteiros dos 18 aos 22 anos) e Pioneiros (escuteiros dos 14 aos 18 anos) dos agrupamentos 1174 de Boliqueime, 290 de Loulé e 1324 da Sé de Faro, os pequenos escuteiros iniciaram a celebração do Dia do Lobito no sábado de manhã com a montagem do campo, após o acolhimento.

Foto © Samuel Mendonça

A atividade, promovida pela Junta Regional do Algarve do CNE, através da sua Secretaria da I Secção, teve como imaginário uma “aventura” de São Francisco em Quarteira, baseada no tema da pesca. Assim, foram formadas equipas verticais (com bandos de diferentes alcateias [grupos de Lobitos de cada agrupamento]), às quais foram atribuídos nomes de espécies de peixes.

Foto © Samuel Mendonça

Após a abertura de campo, subdividido em quatro grupos – “Oceano”, “Traineira”, “Ria” e “Pesca” – e a oração, os Lobitos rumaram ao porto de pesca de Quarteira para a participação em oito ateliês que lhes permitiram aprender um pouco mais sobre a faina, bem como a reconhecer diferentes espécies de peixes, entre outros aspetos relacionados com aquela atividade. A realização de diversos jogos ocupou também a tarde de sábado no “Passeio das Dunas”, entre Quarteira e Vilamoura, explicou ao Folha do Domingo a chefe Manuela Sardo, secretária regional pedagógica da I secção.

Foto © Samuel Mendonça

Depois do regresso ao campo e do jantar realizou-se o tradicional Fogo de Conselho, que incluiu a animação com um palhaço e vários Pioneiros e Caminheiros vestidos de peixe.

Foto © Samuel Mendonça

No domingo de manhã, após a alvorada, a oração da manhã, o pequeno-almoço e a desmontagem do campo, os jogos previstos para a praia realizaram-se no local do acampamento devido ao intenso ao calor que se fazia sentir.

Foto © Samuel Mendonça

Depois do almoço, foi celebrada a eucaristia campal, presidida pelo assistente regional-adjunto do CNE. O padre Nuno Coelho pediu aos Lobitos que levassem para casa as “coisas boas” que aprenderam naqueles dois dias, lembrando-lhes que São Francisco “é aquele santo que tudo faz para agradar ao Senhor, falando com os homens, anunciando Deus, amando os irmãos”. “Sempre que estamos unidos a Jesus na eucaristia, guardamo-l’O no coração. São Francisco também guardava Jesus no seu coração, por isso tinha sempre na mente as coisas boas. Então é isso que eu vos peço”, complementou.

Foto © Samuel Mendonça

A atividade, realizada em colaboração com o Agrupamento 1052 de Quarteira e com o apoio da Câmara Municipal de Loulé e dos Bombeiros de Quarteira, terminou após a eucaristia com a entrega dos diplomas de participação pelo chefe regional do CNE, José Cercas Vicente.

Foto © Samuel Mendonça

Atualmente, o CNE conta no Algarve com cerca de 2.410 elementos (cerca de 600 Lobitos, 600 Exploradores/Moços, 500 Pioneiros/Marinheiros, 250 Caminheiros/Companheiros e 397 dirigentes).

Verifique também

Finalistas do Curso de Licenciatura em Enfermagem da Universidade do Algarve receberam bênção

Um grupo de 17 finalistas do Curso de Licenciatura em Enfermagem da Escola Superior de …

Deixe uma resposta