Inicio / Igreja / Novas religiosas a trabalhar na Igreja algarvia

Novas religiosas a trabalhar na Igreja algarvia

 

align=right À comunidade das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, em Faro, chegou a irmã Paula Furtado. Natural de Cabo Verde, aquela religiosa, veio de Roma, onde esteve 5 anos a estudar catequese na Universidade Salesiana. Antes tinha passado pelo Centro Catequético, em Fátima, e, para além da Diocese de Leiria-Fátima, trabalhou também nas dioceses de Viseu e Porto sempre ligada à catequese. Agora no Algarve, desde o início do mês de Outubro, colabora com a irmã Alda Maria Rego no Sector Diocesano da Catequese da Infância e Adolescência e confirma que não está de passagem pela Igreja algarvia, mas para “ficar algum tempo”.
align=right A irmã Krystyna Baginska, da comunidade de Faro do Instituto Missionário Filhas de São Paulo (Paulinas), veio para o Algarve no dia 1 de Outubro oriunda do Porto, onde esteve 10 meses a aprender a língua portuguesa. Antes esteve sempre na Polónia. No Algarve só tinha estado de passagem e por isso já conhecia Portugal, até porque tem um irmão sacerdote que trabalha na paróquia de Terrugem, no concelho de Sintra. A irmã Krystyna Baginska está a colaborar no trabalho da livraria Paulinas Multimédia em Faro.
align=leftwidth=95 À comunidade das Missionárias da Caridade, em Faro, chegaram no dia 26 de Julho passado, as irmãs Lisia Sophiamma (foto da esqª), natural da Índia, e Maria del Camiño (foto da dirª), natural de Espanha. A primeira veio de Marrocos, onde esteve a trabalhar por duas vezes, durante quatro anos. A segunda chegou proveniente de Múrcia, em Espanha, onde trabalhou durante cinco anos. A irmã Lisia Sophiamma prepara-se para a celebração das bodas de prata da sua consagração que ocorre no próximo dia 26 deste mês de Novembro. Ambas as religiosas colaboram no trabalho de assistência aos mais pobres realizado na casa das Missionárias da Caridade em plena capital algarvia.

Também no que à organização dos religiosos diz respeito, houve alterações no presente ano pastoral de 2009-2010, tendo sido eleito o novo Secretariado Regional da CIRP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal. Do processo eleitoral resultou a eleição da irmã Rosa Larisma, da Sociedade das Filhas do Coração de Maria, como presidente; da irmã Leonor Bernardino, das Carmelitas Missionárias, como secretária; da irmã Otília Pereira, do Instituto Missionário Filhas de São Paulo (Paulinas), como ecónoma; e do padre frei José Quintã, dos Franciscanos, como vogal. O Secretariado Regional assume funções por um período de três anos.

Verifique também

Igreja do Algarve apresenta Programa Pastoral 2019/2020 em Assembleia Diocesana

O Programa Pastoral da Diocese do Algarve para o ano pastoral 2019/2020, sob o tema …