Inicio / Igreja / Paróquias algarvias associam-se ao repicar de sinos durante Cimeira de Copenhaga

Paróquias algarvias associam-se ao repicar de sinos durante Cimeira de Copenhaga

Este “toque de alarme dirigido aos líderes que decidem as medidas que podem assegurar o nosso futuro comum” está agendado para as 14h (hora de Lisboa). Os sinos vão tocar 350 vezes, em alusão às 350 partes de CO2 por milhão na atmosfera, valor considerado pelos cientistas como o limite seguro para o planeta e para os seres humanos. Os cristãos de todo o mundo são convidados a juntarem-se a este gesto com os seus próprios sinos, tambores, apitos e outros instrumentos. Os organizadores pedem aos intervenientes que filmem a sua participação na iniciativa. Os vídeos seleccionados farão parte de um anúncio que vai documentar este momento de solidariedade internacional. Na contagem final para a Cimeira de Copenhaga, a CIDSE sublinha mais uma vez a oportunidade que os líderes mundiais têm de “entrar na história”, por ocasião da maior conferência sobre alterações climáticas desde o Protocolo de Quioto. “Não é possível falhar em Copenhaga, dado que o novo pacto global sobre o clima é o acordo político mais vital que o mundo já viu”, defende a rede de Igrejas católicas. A adesão da Igreja do Algarve à iniciativa que apela a uma acção urgente sobre as alterações climáticas foi decidida ontem mesmo, durante a reunião do clero algarvio na Casa de Retiros de São Lourenço do Palmeiral, no âmbito da formação mensal realizada a propósito da vivência do Ano Sacerdotal.

Verifique também

Peregrinação levou cerca de 400 avós ao Santuário da Mãe Soberana

Cerca de 400 avós peregrinaram na última sexta-feira à tarde, no Dia Mundial dos Avós, …