Dirigindo-se aos fiéis de Salir e também aos muitos que o acompanharam na entrega da imagem mariana àquela paróquia, o pároco de Albufeira lembrou que durante os dias que antecederam “milhares de pessoas abeiraram-se, contemplaram e aprenderam com Nossa Senhora e escutaram aquela palavra que disse nas Bodas de Caná: «Fazei o que Ele vos disser»”. “Nossa Senhora vem repetir aqui em Salir essa mensagem, como tem feito por todo o Algarve”, complementou o cónego José Rosa Simão. “Muitas crianças, jovens e adultos vão-se abeirar de Nossa Senhora, abrir o seu coração, contar as suas histórias e pedir a sua ajuda e ela naturalmente que a todos atenderá porque é nossa Mãe. Amemo-la carinhosamente”, pediu o pároco de Albufeira. Após ter coroado a imagem peregrina da Cova da Iria, o pároco de Salir frisou o objectivo daquela visita. “É a Mãe que visita os seus filhos a fim de os consertar e fortalecer na fé e na esperança. Que a Senhora traga frutos para bem da comunidade e da Igreja”, afirmou o padre Fernando Pedro que presidiu a procissão de velas que se seguiu até à igreja paroquial. Chegado o cortejo ao cimo da colina onde se implanta a igreja de Salir, o pároco constatou que a presença de alguns fiéis vindos “de muito longe” para a acolher a imagem de Nossa Senhora de Fátima. O sacerdote reconheceu que a visita mariana iria suscitar as mais variadas reacções. “Quando passar, uns aclamam-na, outros zombam e riem-se, mas ela não se irá zangar. Ela é a Mãe e como tal irá guardar tudo no seu coração”, explicou o padre Fernando Pedro, recordando o regresso de Nossa Senhora de Fátima a Salir quase 60 anos depois de ali ter estado pela última vez. “Nossa Senhora de Fátima vem à nossa terra. É um acontecimento que nem tão cedo se vai repetir. As graças que daí poderão advir para a vida de todos nós, não as podemos desperdiçar, não só individualmente, como em comunidade”, salientou, exortando os fiéis de Salir a abrir as portas da sua casa, da sua família, do seu emprego e do seu coração à “Mãe de Jesus Cristo e nossa Mãe”. “Trazei até ela os vossos maridos ou esposas, os vossos filhos e netos, os vossos afilhados e todos aqueles que vos são queridos. E então podereis dizer como ela: «A minha alma enaltece o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador»”, apelou o prior, pedindo ainda às pessoas que enfeitem as ruas, as janelas e as sua casas. “Que durante a sua estadia no meio de nós, se veja que estamos em festa, porque estamos mesmo”, disse. A concluir, desejou que durante a semana, o encontro com Maria servisse para chegar até Jesus e por Jesus a Deus. A imagem peregrina seguirá amanhã para a paróquia de Ameixial, sendo recebida por volta das 15 horas, onde continuará até ao dia 8 de Novembro. Mais fotos, brevemente na Galeria de Imagens