Inicio / Arquivo de Tags: guerra

Arquivo de Tags: guerra

Algarvia voluntária no campo de refugiados de Idomeni apresentou livro sobre a experiência

A algarvia que escreveu um livro a partir da sua experiência de trabalho num dos maiores campos de refugiados na Europa explicou que aquela publicação pretende ser uma “ferramenta” e um “instrumento de partilha”. Lígia Gonçalves seguiu para o campo de refugiados de Idomeni, no norte da Grécia, na fronteira com a Macedónia, no dia 4 de abril do ano …

Ler mais »

Plataforma de Apoio aos Refugiados desafiou dioceses do sul a acolher uma família em cada paróquia

A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) desafiou as dioceses do sul do país a acolher uma família de refugiados em cada paróquia, indo assim ao encontro do repto lançado pelo papa Francisco em setembro de 2015. O desafio foi feito na atualização do clero das dioceses do Algarve, Beja, Évora e Setúbal, que decorreu a semana passada no hotel …

Ler mais »

Bispo do Algarve lembra que a guerra “nunca foi solução” para os problemas

O bispo do Algarve lembra que a guerra “nunca foi solução” para os problemas da humanidade. “Tanta destruição e tanta gente morta para quê?”, questionou ontem D. Manuel Quintas na eucaristia da solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, e do Dia Mundial da Paz a que presidiu, como acontece anualmente, no Santuário de Nossa Senhora da Piedade (popularmente conhecida …

Ler mais »

Bispo do Algarve apelou no primeiro dia deste ano ao “dinamismo do amor” como “caminho da paz”

O bispo do Algarve pediu ontem aos algarvios que promovam neste novo ano de 2017 o “dinamismo do amor” como “caminho da paz” e renúncia à violência e à destruição. D. Manuel Quintas referia-se a “gestos fraternos de paz, amor, perdão e reconciliação”, a que apelou no primeiro dia do ano em que se celebrou o Dia Mundial da Paz …

Ler mais »

Paróquia de Nossa Senhora do Amparo acolheu família síria de refugiados

A paróquia de Nossa Senhora do Amparo, em Portimão, recebeu na passada sexta-feira à tarde uma família síria de refugiados. A família ficou alojada no Centro Social da paróquia, num apartamento com uma kitchenette, dois quartos e uma casa de banho que foi adaptado de uma antiga camarata e os párocos da comunidade estimam que ali possa viver durante um …

Ler mais »