Inicio / Noticias / 5.º aniversário da ordenação dos primeiros diáconos permanentes celebrado em Castro Marim

5.º aniversário da ordenação dos primeiros diáconos permanentes celebrado em Castro Marim

A celebração ocorreu na igreja de Nossa Senhora dos Mártires, em Castro Marim, tendo presidido à Eucaristia o Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas. Além dos diáconos e suas famílias estiveram presentes e concelebraram com D. Manuel Quintas, o cónego monsenhor Sezinando Rosa e o padre Marcelino de Freitas, pároco de Castro Marim. Depois das leituras, D. Manuel Quintas pronunciou uma homilia comentando os textos da liturgia da palavra, com aplicação prática à vida cristã, acentuando, na primeira leitura, o sentido de êxodo, disponibilidade e fé, como resposta de Abraão ao chamamento de Deus. Referiu ainda que o chamamento de Abraão à fé continua a ser feito a todo o homem, mormente ao cristão, por Jesus Cristo que se transfigurou, no alto de um monte, diante dos três apóstolos: Pedro, Tiago e João. E fixando-se na palavra: «Escutai-O», comentou o sentido que se referiu aos cristãos a quem também o Pai convida e manda contemplar o seu «Filho muito amado». No final, referindo-se à circunstância pela qual estava ali a presidir à Eucaristia e que era precisamente, a celebração do 5.º aniversário da ordenação dos primeiros diáconos permanentes da diocese do Algarve, explicou, em síntese, que «o diácono é um servidor de Deus, da Sua palavra e dos irmãos. Se se pudesse resumir a duas palavras o conteúdo essencial da homilia de D. Manuel Neto Quintas poderíasse salientar as palavras: escutar e corresponder. Escutar «Jesus Cristo que é a Palavra e corresponder às exigências dessa mesma Palavra com a vida».

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …