No passado mês de Novembro a Drª Maria Cavaco Silva, na sua qualidade de “Primeira Dama” foi convidada a presidir a uma iniciativa da Associação de Solidariedade Social “Ajuda de Berço” destinada a angariação de fundos para esta instituição assistir a Mães Solteiras e a crianças desfavorecidas. O evento decorreu na sala dos azulejos do Palácio da Independência, sede da Sociedade Histórica da Independência de Portugal. Os convidados de destaque eram recebidos pelo Presidente da SHIP, Dr. Jorge Rangel que, ao fazer as honras da casa, chamou a atenção para alguns dos troféus da instituição, nomeadamente a sala onde os conjurados se reuniam para finalmente, na manhã de 1º de Dezembro de 1640, proclamaram a Independência; o busto de D. Antão Vaz de Almada, ao tempo proprietário do referido Palácio e a velhinha Bandeira de Portugal oferta de um neto do Régulo de Timor D. Aleixo que o seu avô manteve enterrada durante a ocupação japonesa daquela ilha. Entretanto, a Drª Maria Cavaco Silva fora convidada a aguardar no Gabinete do Presidente da SHIP o início das cerimónias justificativas da sua presença. Aconteceu que o Dr. Jorge Rangel mantinha em lugar de destaque a Medalha alusiva aos 450 anos de culto à “Mãe Soberana” oferta da Câmara Municipal de Loulé através da Comissão Promotora das comemorações da referida data, cuja Exposição também esteve patente ao público naquele Palácio. Ao contemplar a Medalha, imediatamente explicou aos membros da sua comitiva de que se tratava da maior manifestação de Fé ao sul do Tejo e que também ela e o marido acompanhados dos netos estiveram na procissão comemorativa dos 450 anos, a exemplo do que o seu marido fazia com seus pais quando criança, recordando ainda, que seu marido quando Primeiro Ministro, através de uma operação de engenharia financeira conseguiu desbloquear as obras da construção da Basílica consagrada a Nossa Senhora da Piedade, a “Mãe Soberana” dos louletanos, que na interpretação popular quer dizer “Rainha das Mães”. Porém, denotando alguma mágoa, não possuía a referida Medalha. Perante o entusiasmo com que a “Primeira Dama” falara do culto à “Mãe Soberana” e da confissão de que não possuía um exemplar, o Dr. Jorge Rangel numa troca de olhares com os restantes membros da Direcção presentes, não teve dúvidas em concluir que em nome da Comissão Promotora das Comemorações, tinha muita honra em oferecer ao casal Cavaco Silva a referida Medalha que, por sinal, fora benzida propositadamente em 24 de Maio de 2006, por Dom Manuel Clemente.