Segunda-feira 22 de Julho de 2019
Inicio / Noticias / A PARIDADE HOMEM – MULHER

A PARIDADE HOMEM – MULHER

Recentemente, Bento XVI, em reunião que manteve com os sacerdotes da sua Diocese de Roma, reiterou que “o ministério sacerdotal do Senhor é…reservado aos homens”, porém, revelou que futuramente “se poderá oferecer mais espaço, mais posições de responsabilidade às mulheres” no governo da Igreja, constituindo tal participação não meramente um reconhecimento carismático, mas institucional, com tudo o que isso implica. As mulheres são na expressão do Papa a “alma da família e da Paróquia” e as “primeiras portadoras da palavra de Deus e do Evangelho”. Também a influente Igreja Alemã, dedica a Quaresma deste ano ao tema da paridade da mulher com o homem sob o slogan «compartilhar a plenitude da vida». Os bispos alemães tomaram tal resolução por terem constatado que apesar de as mulheres representarem metade da população mundial, cumprem porém 65% da carga horária do trabalho; que em todo o mundo, somente 1% das propriedades estão registadas em nome das mulheres! e ainda que 70% das pessoas que vivem em extrema pobreza são mulheres e que, em muitas regiões pobres, é ainda o sexo a ser decisivo para as oportunidades de vida, a ser determinante para a sobrevivência. Já durante os trabalhos da Comissão do Estatuto das Mulheres do Conselho Económico Social da o­nU, que antecedeu a celebração do Dia Internacional da Mulher, a Delegação da Santa Sé denunciou, mais uma vez, o tráfico, a exploração e a violência sexual exercidos sobre as mulheres e as raparigas, propondo que o Estados tomem medidas legislativas para protegerem as mulheres e as meninas destes violentos ataques aos direitos fundamentais da pessoa humana. Para ultrapassar na prática esta dependência, a Santa Sé apontou como exemplo, o recurso a projectos de financiamento através do micro-crédito, de modo a permitir à mulheres, sem burocracias excessivas, nem juros esmagadores, a criação do seu próprio trabalho.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …