No entanto, estas duas dioceses, por decisão própria, não integram o grupo nacional inscrito pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ) de 47 elementos de que o Algarve faz parte, rumando ambas à Austrália por via independente. São assim 86 os jovens portugueses, até agora inscritos por 8 das 20 dioceses, para participar no maior encontro mundial de jovens católicos, sendo, para além das três dioceses já enumeradas, o director do DNPJ, 9 de Funchal, 8 de Leiria, 7 de Lamego, 5 de Coimbra, 2 de Aveiro, 1 de Viana do Castelo, 1 de Portalegre/Castelo Branco. O elevado valor da viagem intercontinental tem desmobilizado muitos interessados na inscrição. Recorde-se que os jovens inscritos até agora tiveram de despender já 2150, 2350 ou 2500 euros para formalizar a sua inscrição, conforme a mesma tenha sido feita respectivamente até 15 de Dezembro, 31 de Janeiro ou após esta última data. Para os inscritos pelo DNPJ, cuja viagem de avião está a ser organizada pelo Sector da Pastoral Juvenil da diocese do Algarve, estes valores incluem, para além da viagem de avião Faro-Londres-Sidney, Porto-Londres-Sidney ou Funchal-Londres-Sidney (conforme o caso), o alojamento, alimentação, transportes, seguros e material de apoio no decorrer dos 5 dias da XXIII JMJ na Austrália. Para além destes jovens, poderão eventualmente estar outros portugueses inscritos, uma vez que a organização mundial faculta a inscrição directa na JMJ através da Internet. Para além disso, também os movimentos, associações e obras reconhecidas pela Santa Sé podem fazer, igualmente de forma directa, a sua inscrição, sem passar pelas dioceses locais. No caso do Algarve, o SDPJ desconhece que outros grupos se estejam a organizar para a JMJ para além do que foi até agora inscrito através daquele serviço da diocese. Neste momento ainda existe a possibilidade de inscrever mais interessados, mas o termo da fase de inscrições deve estar para breve.