Os peregrinos da diocese algarvia pertencem na sua maioria ao movimento do Caminho Neocatecumenal e são oriundos das paróquias da Nossa Senhora da Conceição (matriz) de Portimão (18), de São Pedro de Faro (28), de Nossa Senhora das Dores de Monte Gordo e Nossa Senhora da Encarnação de Vila Real de Santo António (17). A transmissão da fé na família” será o tema central do EMF que deve reunir 1,5 milhões de pessoas, a que se juntará o Sumo Pontífice nos dias 8 e 9 de Julho. O EMF foi uma criação de João Paulo II, em 1994, que se repete de três em três anos, juntando milhões de famílias dos cinco continentes. De 1 a 7 de Julho terá lugar na Feira de Valência a chamada “Feira Internacional das Famílias” e, de 4 a 7 de Julho, o Congresso Internacional teológico-pastoral sobre a família, um dos pontos principais do programa do EMF. Especialistas de 30 países participarão neste congresso. No evento intervirão Cardeais, Bispos, teólogos, fundadores de movimentos eclesiais, médicos, psicólogos, políticos, jornalistas e representantes pastorais da Alemanha, França, Inglaterra, China, Filipinas, Índia, Estados Unidos, Colômbia, Cuba, Tanzânia, Camarões ou Austrália, entre outros países. Segundo a agência valenciana AVAN, os especialistas analisarão a família e a sua relação com aspectos sociais, educativos, legislativos, demográficos, económicos, jurídicos ou bioéticos. Do mesmo modo, representantes de diversas confissões cristãs, como a católica, a ortodoxa ou a evangélica, contribuirão com a sua reflexão sobre a família a partir de um ponto de vista ecuménico. O Congresso Teológico Pastoral será inaugurado pelo Arcebispo de Valência, D. Agustín García-Gasco, e pelo presidente do Conselho Pontifício para a Família, Cardeal Alfonso López Trujillo. Ainda, dentro do EMF, realiza-se o “Congresso dos Filhos”(de 16 a 25 anos de idade) e o “Congresso dos Avós”, o­nde se abordarão os desafios actuais da juventude e o papel dos avós na sociedade, respectivamente. Será igulamente realizada uma feira internacional, dedicada integralmente às famílias, e um terço das famílias a 7 de Julho. Já com a presença de Bento XVI, a 8 e 9 de Julho, têm lugar os actos conclusivos do encontro: um momento de festa e testemunho das famílias, no Sábado, e a Eucaristia final, no Domingo. A delegação portuguesa será presidida por D. António Carrilho, D. Amândio Tomás e D. Antonino Dias, da Comissão Episcopal do Laicado e Família. No dia 10 de Julho, o dia seguinte ao encerramento com o Papa, os membros do movimento do Caminho Neocatecumenal participarão num encontro com D. Agustín García-Gasco o­nde serão pedidas famílias para a evangelização que se apresentarão ao Arcebispo de Valência. Material de apoio Os “packs” dos peregrinos incluem água, o mapa da cidade, um rosário, um livro com as Celebrações Eucarísticas e uma “acreditação” como peregrino. As mochilas, em branco e amarelo (as cores do Vaticano), têm estampado o símbolo do encontro. Os telefones de emergência oferecem, por outro lado, traduções em italiano e polaco. A Igreja de Santa Catalina terá sacerdotes disponíveis para a confissão em quatro línguas: espanhol, inglês, francês e italiano. Segurança Mais de 12.000 profissionais irão compor o dispositivo do Plano de Emergências do EMF que irá ser distribuído em volta Cidade das Artes e das Ciências, da Feira de Exposições e da cidade de Valência, bem como por zonas e localidades com grande afluência de peregrinos. Voluntários Cerca de 9.300 voluntários de 44 países dos cinco continentes irão colaborar na organização do encontro. De 1 a 9 de Julho será possível encontrar, na cidade espanhola, voluntários com idades compreendidas entre os 15 e os 84 anos.