De manhã, em Faro, no Seminário Diocesano, e à tarde, em Ferragudo, no Centro Pastoral e Social da Diocese do Algarve, os peregrinos tomaram conhecimento com o programa da peregrinação que os levará a visitar os principais lugares da história do Cristianismo. Francisco Moura, da agência de viagens, começou por lembrar aos peregrinos o objectivo da viagem. “O que vamos fazer não é uma viagem de turismo”, afirmou o agente, considerando que “ninguém deve ir para a Terra Santa e voltar de lá na mesma”. “É uma experiência única” e por isso “ninguém pode ficar indiferente a ela”, defendeu Francisco Moura que pediu aos peregrinos que “preparem a peregrinação do ponto de vista espiritual”. O agente de viagens proporcionou ainda aos presentes uma autêntica aula histórico-religiosa sobre a Terra Santa. Os 101 algarvios rumarão até Lisboa em dois autocarros que recolherão os peregrinos do Sotavento e do Barlavento do Algarve. Assim, o autocarro 1 partirá da Estação de Comboio de Tavira, pelas 12.30 horas, rumo a Faro, de o­nde, pelas 13.15 horas, sairá do Jardim Manuel Bívar (em frente do Café do Coreto) para seguir até Loulé. Da cidade louletana, o autocarro sairá pelas 14 horas da Rodoviária em direcção às Ferreiras (Vale Paraíso). Pelas 15 horas, o transporte conduzirá os peregrinos algarvios até São Bartolomeu de Messines. Por sua vez, o autocarro 2 sairá de Portimão, junto à Rodoviária, por volta das 13.30 horas, para Lagoa. Ali, da Rodoviária, partirá pelas 14 horas para Silves, junto à Fábrica do Inglês, de o­nde sairá, vinte minutos depois para São Bartolomeu de Messines. Em Messines, os algarvios participarão juntos na celebração da Eucaristia pelas 15. 15 horas, na igreja paroquial local. Pelas 16 horas, os dois autocarros seguirão para o Aeroporto da Portela, na capital portuguesa.