Depois da fase antecedente, a primeira, iniciada pelo então pároco, padre Luís Gonzaga, e terminada em 2001, esta última intervenção teve como objectivo a edificação do salão paroquial equipado com cozinha, da sede do agrupamento paroquial do Corpo Nacional de Escutas, da arrecadação e garagem e mais três salas de catequese. As salas agora concluídas servirão ainda para reuniões dos serviços paroquiais. O arranque do projecto, cuja a área global é de quase 500 m2, tinha compreendido a construção da casa mortuária e das primeiras três salas para trabalho de catequistas e catequizandos. Para a construção, cujo valor global orçamentado ascende aos 220 mil euros, a comunidade paroquial pôde contar com os apoios da CCDR – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e da Câmara Municipal de Olhão, respectivamente de 68 e 15 mil euros. Os restantes custos foram integralmente suportados pela paróquia, como nos adiantou o pároco, o padre Jorge de Carvalho. «Para fazer face a estes encargos, a paróquia canalizou para esta obra todos os fundos que conseguiu angariar, promovendo algumas festas e outras iniciativas, tendo contado igualmente com a generosidade dos paroquianos e de empresas privadas», disse o sacerdote. O dia da inauguração do novo equipamento paroquial será marcado pela celebração de bênção de D. Manuel Quintas, que acontecerá depois da Eucaristia a que o Prelado presidirá pelas 15.30h na igreja paroquial.