A iniciativa é da comunidade das Carmelitas Descalças. Os portugueses são convidados a rezar ou a cumprir silêncio, em solidariedade com os pais da criança. Para o Bispo algarvio, a iniciativa é "louvável". Em declarações à RR, afirma que "a Igreja deve estar presente junto daqueles que sofrem, neste caso, e tratando-se de pais de fé, que recorrem à oração para, digamos assim, procurar respostas para este momento difícil que estão a atravessar – que é um momento difícil. É uma maneira de nos solidarizarmos com eles e fazemo-lo da maneira que sabemos fazer que é através da oração”.