Na celebração eucarística que teve lugar no dia 19 de Julho na Alameda de Portimão, frente à igreja do Colégio, com a participação dos cerca de 950 estudantes-desportistas, D. Manuel Quintas destacou ainda, à luz da fé, a prática desportiva como “uma autêntica escola de valores humanos e cristãos que dão sentido à vida vivida em todas as dimensões”. “Sabemos que, para vós, Cristo não é um estranho, mas alguém que norteia a vossa vida, em cujos valores nos apresenta vós vos revedes e ides buscar o alicerce para construir a vossa vida”, constatou ainda o Bispo diocesano, reconhecendo a importância daquele evento desportivo como ocasião para inter-câmbio de culturas. “O facto de poderdes encontrar-vos em diferentes países, partilhando a vossa língua e cultura, a vossa diversidade e riqueza humana como jovens, e ao mesmo tempo unindo-vos todos no amor e no entusiasmo pelo desporto, faz destes encontros uma oportunidade invejável que certamente vós ides recordar com muito agrado na vossa vida”, disse. Citando o Papa João Paulo II no Jubileu dos Desportistas do Ano 2000, lembrou que “o desporto revela também o homem interior, espiritual, é criativo e original porque é nele que, por uma vida plena e livre, busca o estímulo e desafio, que cultiva a arte e a beleza, que se realiza na alegria e na festa e aplica as suas forças no sentido de ultrapassar continuamente os seus limites”. “Assim, o desporto fala-nos desse Deus criador que tem um projecto de felicidade, de realização e vida plena para o homem. A consciência desta realidade deve levar o homem a agradecer e a louvar o seu Criador também quando pratica o desporto e em momentos de sadia competição”, acrescentou D. Manuel Quintas, lembrando que “o objectivo verdadeiro do esforço dos autênticos desportistas, não é apenas conquistar um prémio material e perecível, mas atingir uma vida mais plena”. Citando São Paulo lembrou que na corrida da vida todos os que participam podem ser vencedores. “A vitória verdadeiramente humana e desportiva é a dignificação da pessoa humana”, lembrou. Na Eucaristia, que foi animada pelo canto do grupo de jovens da Espiritualidade de Taizé do concelho de Aljezur em colaboração com mais alguns jovens da diocese algarvia, as delegações de cada país participante apresentaram ainda, no momento de Oração dos Fiéis, uma prece na sua língua materna acerca do modo como o Desporto Escolar pode contribuir para a diversidade no Mundo e ofertaram, no momento de Apresentação dos Dons, alguns produtos típicos das suas regiões. A Eucaristia foi ainda participada pela Classe de Ginástica Rítmica “Estrelinhas de Portimão” e pelo Grupo de Dança do Centro de Bem-Estar Social de Olhão. Mais fotos, brevemente na Galeria de Imagens