Cerca de 311 elementos, entre pioneiros, caminheiros e dirigentes do Corpo Nacional de Escutas (CNE) participaram na celebração dos patronos daquelas duas secções escutistas, integradas nas comemorações do centenário mundial do escutismo e dos 60 anos do CNE na região do Algarve. O chefe José João Cercas, secretário regional para a III secção explicou à FOLHA DO DOMINGO que, no Sábado, as actividades dos jovens pioneiros consistiram na realização de uma pista de obstáculos com tiro ao arco, tiro com fisga, passagem de uma árvore para outra, passagem de um tunel subterrâneo, passagem de uma trave, passagem por uma teia de aranha, passagem de obstáculo com corda de tarzan, corrida com pneus de tractor, entre outras. No domingo, os jogos tradicionais portugueses preencheram a manhã dos escuteiros. Tracção à corda, corrida de quadrigas e sopa de letras foram algumas das actividades realizadas. Já para os mais velhos, os Caminheiros, o acampamento de comemoração do Dia de São Paulo, sob a temática "Homem sede Homens", "proporcionou-lhes reviver as Bem-Aventuranças com uma caminhada de reflexão entre o Ludo e o sítio da Cova das Bruxas, no Pontal", referiu o chefe Marco Pires, secretário regional para a IV secção. As peças apresentadas no Fogo de Conselho no Sábado à noite foram resultado da reflexão feita nesse mesmo dia. No Domingo de manhã, os Caminheiros realizaram um jogo com 4 níveis de dificuldade sobre a conversão de São Paulo e a forma como viveu o seu caminho até Tarso. Após o almoço, os escuteiros celebraram a Eucaristia, presidida pelo assistente regional, o padre Domingos Fernandes.