Esta obra, escrita para o encerramento do Ano Agostiniano, em Novembro de 2004, com o qual a Diocese de Leiria-Fátima celebrou os 1650 anos do nascimento do seu padroeiro Santo Agostinho, descreve o árduo percurso espiritual da conversão do bispo e doutor da Igreja, figura ímpar da cultura ocidental. O texto, organizado por A. Aparício e J. Paulo Quelhas, baseia-se nas “Confissões” de Santo Agostinho. Serão intérpretes quatro coros da zona do Alentejo (Coro do Carmo de Beja, Coral Polifónico da Vidigueira, Coro de Reguengos de Monsaraz e Coral Galpenergia, de Santo André); a Orquestra Sinfónica Juvenil (Lisboa) e o solista João Sebastião. Esta apresentação em Portimão, que desta vez terá lugar no Auditório Municipal, será no dia 6 de Dezembro de 2008, às 21.00h, com o patrocínio da Câmara Municipal e integrado nas Festas da Cidade portimonense. A organização é da paróquia matriz de Portimão. Dado o grande interesse cultural e espiritual da obra, que vai ser executada já pela décima segunda vez, espera-se grande afluência de público, pelo que os interessados deverão adquirir atempadamente os bilhetes que são gratuitos e estão à venda nos Serviços Diocesanos de Pastoral, em Faro.