A capela vai receber 15 mil euros como forma de reconhecimento do esforço conjunto da paróquia local com a Câmara Municipal de Loulé, que se candidataram para restaurar a capela. O padre Joaquim Nunes, director do Secretariado do Património Cultural da Igreja da diocese algarvia, considera que “este é um imóvel de indiscutível valor e que o trabalho desenvolvido pode ser um estimulo para outras comunidades cristãs”. O Projecto Igreja Segura é um projecto concebido pelo Instituto Superior de Polícia Judiciária e Ciências Criminais (através do seu órgão constitutivo Museu e Arquivos Históricos de Polícia Judiciária), em parceria com diversas entidades públicas e privadas. O objectivo principal do projecto é o de criar as condições de segurança e de conservação necessárias à salvaguarda sistemática e efectiva do património histórico e artístico da Igreja, mediante a optimização dos esforços, interesses e recursos de todas as instituições envolvidas. Para tal, são promovidas actividades em volta de três eixos principais: a exposição itinerante multimédia SOS Igreja; a criação de “Igrejas Piloto”; a pesquisa, estudo e acções de formação.