Com a participação de cerca de 30 pessoas esta iniciativa, que procura também alertar os cristãos para a necessidade de formação nesta área, tem lugar no salão anexo à igreja de Altura, na paróquia de Castro Marim e terá agora continuidade nas próximas segundas-feiras 16, 23 e 30 de Março. O primeiro dia de formação foi orientado pelo padre Carlos de Aquino, assistente da Caritas algarvia, que abordou os temas “A Natureza e Identidade da Igreja” e “Fundamento e Objectivo da DSI”. O segundo encontro, a cargo do mesmo orientador, irá reflectir sobre “A Pessoa Humana e os Valores Humanos Fundamentais”, enquanto a terceira segunda-feira será orientada pelo presidente da Caritas Diocesana do Algarve, Carlos Oliveira, que intervirá sobre os “Direitos e Deveres Humanos” e sobre “A Solidariedade e Subsidiariedade”. O curso encerrado na quarta sessão, contará com as intervenções de Albino Martins, membro da direcção da Caritas algarvia, sobre “Voluntariado Social” e, novamente do padre Carlos de Aquino, sobre o “Compromisso Social Cristão na Comunidade”. O presidente da Caritas do Algarve ressalvou que, sendo a primeira vez que esta formação é feita no Algarve, trata-se de “uma iniciação à DSI e não uma formação como a que a Universidade Católica está a ministrar”. A Caritas algarvia irá realizar uma segunda edição deste curso para a vigararia de Portimão, cujo início está agendado para o próximo dia 27 de Abril, decorrendo a mesma naquela cidade em quatro segundas-feiras. A instituição pondera ainda a realização de uma terceira edição para as vigararias de Faro e Loulé, sendo realizada, caso venha a confirmar-se, depois da de Portimão que neste contexto poderá vir a ser antecipada. O curso, aberto a todas as pessoas e não apenas às que trabalham na área sócio-caritativa, pode inclusivamente ser frequentado por participantes que não pertençam à vigararia em causa, mas que, por conveniência, prefiram integrar a sessão de outra vigararia.