Participaram 21 casais, entre os quais 5 do Algarve (3 de Tavira e 2 de Faro), oriundos de Lisboa, Évora, Loures e Sintra. A formação orientada por 5 casais de Lisboa procurou, segundo Maria Teresa Anastácio, responsável pelo movimento no Algarve, “ajudar a consciencializar sobre a globalidade do movimento”, tendo em conta a reflexão dos seus temas e objectivos.