Inicio / Noticias / CEM ANOS EM PROL DE MILHÕES DE JOVENS

CEM ANOS EM PROL DE MILHÕES DE JOVENS

Algumas dessas causas, que hoje estão pela ameaçadora realidade que a envolve na chamada "ordem do dia", como acontece com o ambiente, já há muitas décadas os escuteiros as viviam. Ao atingir o centenário o Escutismo, compilado pelo seu fundador, que faleceu em Nyeri (Quénia), em 1941, havendo visitado Portugal, no livro "Scouting for boys" (Escutismo para Rapazes), desde há muitas décadas envolvendo os dois sexos, tem nas suas filas 128 milhões de aderentes em 155 países de todo o Mundo, o que define bem a importância desta escola e dos valores que prossegue. Curiosamente, daquelas coincidências que, com alguma surpresa e interrogação acontecem, também 2007 é um marco relevante para o escutismo algarvio já que se completam 60 anos sobre a fundação do pri-meiro agrupamento do Corpo Nacional de Escutas (Escutismo Católico Português), movimento instituído em 1923 pelo então Arcebispo Primaz de Braga. Foi em 5 de Outubro de 1947 que, na Igreja da Misericórdia, em Faro, de que era Capelão o sempre lembrado Cónego José Augusto Vieira Falé, verdadeiro pioneiro do escutismo católico na nossa Diocese, que se constituiu o Grupo 157, sendo patrono D. Nuno Álvares Pereira, cuja imagem ainda se venera naquele templo e a Alcateia São Luís de Gonzaga. Como nós, muitos jovens de então, receberam a sua formação nos "Escutas", aportuguesamento do termo "Scouts" seguindo-se após a capital algarvia a formação dos agrupamentos em Portimão e em Tavira e, posteriormente, Algarve em fora. Ao assinalarmos esta tripla efeméride – 150 anos de Baden Powell, 100 anos da fundação mundial do Escutismo na Grã-Bretanha e 60 anos da criação da primeira unidade do Corpo Nacional de Escutas no Algarve – reafirmamos a excelência duma realidade em que partilharam e comungam milhões de jovens em todo o Mundo.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …