Situada na aldeia de Cachopo, em pleno «pulmão verde» do interior algarvio e a cerca de 40 quilómetros da cidade de Tavira, a Quinta Pedagógica será um espaço de visita gratuita dedicado à aprendizagem, ao lazer e ao bem-estar. Com um terreno de cerca de 8000 metros quadrados, privilegiará o contacto com a natureza e a ligação entre o meio rural e o meio urbano da aldeia, e procurará manter vivos os costumes das gentes e as tradições de uma terra onde a agricultura, a pecuária, a apicultura e a produção de cortiça sempre foram sinónimo de sustento. A Quinta Pedagógica de Cachopo procurará também ser um incentivo à partilha de experiências entre diferentes gerações, um retrato fiel da vida no campo e transmitir conhecimentos e «segredos» do mundo rural aos mais novos, através da observação e do contacto directo com o saber ancestral dos idosos da aldeia. Neste sentido, Albino Martins, director do Centro Paroquial de Cachopo destacou à FOLHA DO DOMINGO o saudável encontro inter-geracional entre os diversos agentes da quinta pedagógica. “Para os utentes do Centro Paroquial será muito positivo puderem continuar a sentir-se activos e úteis à comunidade e muito benéfico puderem conviver e interagir com gerações mais novas”, justificou, aludindo à importância de visitas de estudo de escolas e outras instituições educativas. Segundo aquele responsável a Quinta Pedagógica de Cachopo deverá ser inaugurada em meados de Novembro próximo. Na futura quinta, onde deverá reinar a paz típica da serra algarvia, será possível perceber o processo de alimentação humana a partir da natureza, observar a criação de animais, árvores e vegetais. Galinhas, patacas, coelhos, burros, patos, ovelhas, porcos e cabras são algumas das espécies animais que poderão ser admiradas na quinta. Para além dos vegetais e legumes, indispensáveis à alimentação, entre as árvores contar-se-ão a macieira, laranjeira, diospireiro, pereira, limoeiro, amoreira, cerejeira, nespereira, ameixeira, abacateiro, oliveira, freixo, sobreiro, azinheira, choupo branco e choupo negro. A Quinta Pedagógica, que abastecerá também a cozinha do Centro Paroquial, é um projecto do Centro Paroquial de Cachopo com o apoio da Câmara Municipal de Tavira e comparticipação financeira do PROAlgarve e do Programa AGRIS. Com uma execução total de 129.770 euros, o projecto foi co-financiado numa primeira fase pelo primeiro programa em 21.133 euros e numa segunda fase pelo segundo apoio em 75.309 euros. Na construção deste espaço estão a ser tidos em conta os materiais existentes na região, procurando o respeito pelo meio envolvente. O xisto é, por essa razão, a rocha preferencial na edificação de muros e cercas, na definição de acessos e na criação de outras estruturas essenciais. Parque de Merendas Parte integrante da Quinta Pedagógica de Cachopo será também o Parque de Merendas que convidará ao descanso e a uma pausa para “confortar o estômago”. A zona que o constitui será composta por um churrasco, mesas e bancos em madeira. A área tem ainda um lavatório. Implantada junto à horta e ao pomar, a zona permitirá aos visitantes observarem a colheita de produtos hortícolas e sentirem o cheiro fresco dos legumes, das ervas aromáticas e dos frutos. Ladeado por árvores, que oferecem vastas áreas de sombra, o Parque de Merendas será um espaço recreativo e de lazer. O lugar ideal para ler um livro ou ficar sentado a confraternizar com a natureza.