Inicio / Noticias / Clero do Algarve reforça diálogo pastoral

Clero do Algarve reforça diálogo pastoral

O padre Carlos da Silva, reitor do Seminário de Évora, que orientou esta reflexão a cerca de 50 sacerdotes e diáconos, explicitou aos presentes os conteúdos desse documento, “numa actividade teórico-prática procurando descobrir os conteúdos essenciais do trabalho de relacionamento interpessoal que exercitamos no dia a dia”, referiu. A escuta, a comunicação da experiência de Deus, a empatia e a colaboração são quatro características deste diálogo pastoral que, explicou o padre Carlos da Silva, “é uma atitude da Igreja, na qual estabelece um tipo de relacionamento com o mundo e com as pessoas, semelhante ao relacionamento de Jesus Cristo”. O diálogo pastoral procura, segundo a definição do documento de Paulo VI, “transmitir uma imagem de Deus muito concreta”, salientou o reitor do Seminário de Évora, e tem o objectivo fundamental, “de transmitir o amor de Deus, e ajudar as pessoas a descobrir o amor aos homens”, acrescentou. Numa concretização prática, o diálogo pastoral de que ouviram falar os sacerdotes no Algarve, deve ser feito “de maneira compreensiva, não agressiva, tendo em conta os ritmos das pessoas e as condicionantes culturais, sociológicas e económicas. Não é um relacionamento autoritário, paternalista, nem despreocupado, que transmite o amor de Deus”, ressalvou o padre Carlos da Silva.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …