Segunda-feira 19 de Agosto de 2019
Inicio / Noticias / Comissão Permanente do CPDA apresenta sugestões de acções diocesanas, vicariais e paroquiais

Comissão Permanente do CPDA apresenta sugestões de acções diocesanas, vicariais e paroquiais

A partir das respostas e da reflexão feita no CPDA, a Comissão Permanente daquele órgão consultivo redigiu um pequeno documento com um conjunto de propostas pastorais dirigidas às paróquias, vigararias e diocese, o qual foi concluído na última reunião (19 de Janeiro) e já enviado aos párocos. São sugestões que têm em conta a realidade diocesana, a acção pastoral desenvolvida em muitas paróquias, as acções já realizadas, nomeadamente o Lausperene diocesano, as possibilidades concretas e os meios disponíveis. Pretende-se aproveitar o impulso e o dinamismo deste ano da Eucaristia e a incidência diocesana nas vocações de consagração para tornar possível a concretização destas sugestões, que nasceram do trabalho dos membros do CPDA. Entre as propostas pastorais para as paróquias sugere-se a «promoção da adoração comunitária semanal/mensal para adultos, jovens e crianças, incluindo a oração pelas vocações, que se garanta «a abertura das igrejas, ao menos um dia por semana, de modo a possibilitar a oração pessoal diante do Sacrário, com especial atenção no tempo da Quaresma», que se fomente «as visitas ao Santíssimo (nomeadamente grupos de catequese de crianças e jovens)», que se valorize e use «textos da doutrina da Igreja acerca da Eucaristia (Cf Catecismo da Igreja Católica, nn 1322-1419 e Ecclesia de Eucharistia) na adoração e catequese», que se realize «encontros catequéticos com base na Instrução Geral do Missal Romano, o Catecismo da Igreja Católica e recentes documentos acerca da Eucaristia, envolvendo os grupos e movimentos existentes», que se «sensibilize com perseverança para as vocações de consagração», que se «cuide da celebração da Eucaristia dominical: bem preparada e vivida», que se «informe acerca da preparação para a comunhão sacramental e para o jejum eucarístico», que se «prepare e celebre bem todas as acções litúrgicas (baptismos, casamentos e exéquias) de modo a evitar a banalização», que se «aprofunde a relação entre a Eucaristia e a Reconciliação» e que se «promova a disponibilidade dos sacerdotes para a celebração da Reconciliação sacramental, com horários adequados aos fiéis». Ao nível vicarial e diocesano é sugerida a «promoção, a nível vicarial, uma acção conjunta para celebrar o Ano da Eucaristia: Lausperene e celebração do Corpo de Deus», a continuação da publicação da «página de liturgia na “Folha do Domingo”» e a realização das Jornadas Diocesanas de Pastoral Litúrgica (já realizadas).

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …