Sexta-feira 29 de Novembro de 2019
Inicio / Noticias / “Contribuam para um mundo mais pacífico, solidário e fraterno” apelou o Bispo do Algarve aos finalistas de Piaget de Silves

“Contribuam para um mundo mais pacífico, solidário e fraterno” apelou o Bispo do Algarve aos finalistas de Piaget de Silves

Presidida pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, a Eucaristia, concelebrada pelo pároco local, o padre Carlos de Aquino, contou com a presença de algumas centenas de estudantes que agora terminam o seu curso, para além de muitos familiares e amigos. Presente esteve também a presidente da Câmara Municipal de Silves, Isabel Soares. Na homilia, o Bispo diocesano dirigiu-se de forma particular aos jovens universitários começando por sublinhar os seus sentimentos naquele dia. “Alegria, gratidão, acção de graças e esperança são certamente sentimentos que brotam do vosso coração. Gratidão e acção de graças pelos dons que Deus vos concedeu ao longo da vossa vida, mas particularmente nestes anos do vosso curso”, mas, enfatizou D. Manuel Quintas, “o futuro tem de ser marcado pela esperança enquanto projectais este dia no amanhã das vossas vidas”. “É sobretudo para esta nova etapa da vossa vida que queremos invocar a bênção de Deus”, complementou. O Bispo do Algarve esclareceu também aos presentes um conceito novo de “sabedoria”, “escondida dos sábios e inteligentes, mas revelada aos pequeninos”, diferente do significado normalmente atribuído ao termo. Na Palavra de Deus que a assembleia escutou, a palavra significa “sabedoria que se identifica com o conhecimento de Deus e de Jesus Cristo”, explicou o Prelado, acrescentando que “é uma sabedoria que não brota da capacidade intelectual de cada um”. “É uma sabedoria aberta a todos e cuja porta de entrada é composta pela fé, humildade, mansidão e simplicidade”, completou. Aos finalistas, o Bispo diocesano falou ainda de um sentimento especial. “Os conhecimentos que adquiristes, a competência científica e profissional que o vosso curso proporcionou, tudo deve ser vivido com amor”, disse. E a terminar lançou um apelo. “A sociedade de hoje precisa do vosso saber, do vosso dinamismo jovem, da vossa competência, da vossa vida pautada por valores que contribuam para construir um mundo mais humano. Colocai sempre o conhecimento científico e a competência que ele proporciona ao serviço da construção de um mundo mais pacífico, solidário e fraterno. O mundo e esta nossa Igreja do Algarve precisam de uma nova geração de jovens, uma juventude forte, saudável e alegre que se norteie por grandes ideais e valores”, afirmou.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …