Na Ucrânia é tradição as crianças receberem presentes na madrugada de 19 de Dezembro, dia de São Nicolau. As oferendas, colocadas debaixo das almofadas, procuram recompensar aqueles que se portaram bem durante o ano, relativamente aos que não terão tido tal conduta e que recebem um ramo, símbolo do correctivo com que deveriam ser admoestados. Celebrada anteriormente, a Festa de São Nicolau serve para tentar “convencer” o antigo Bispo que viveu no século IV de que todos devem ser contemplados com os tão desejados presentes, um costume inspirado na relatada faceta de São Nicolau de acorrer aos mais necessitados a quem deixava oferendas sob anonimato. No final da Eucaristia presidida pelo padre Oleg Trushko que assiste no Algarve a comunidade greco-católica, após a bênção com o óleo aos presentes, as crianças ucranianas presenteiam o adulto vestido de São Nicolau com a interpretação musical de instrumentos e cânticos, a recitação de poemas, entre outras graciosidades. A devoção a São Nicolau é tão antiga no Ocidente que remonta mesmo ao século XI, data de erecção da primeira igreja que terá sido dedicada ao antigo bispo. Promovida pela Escola Ucraniana Dominical da Associação dos Ucranianos no Algarve (AUA), a festa decorrida em Faro, destinou-se a todas as crianças ucranianas do Algarve, particularmente às residentes em Faro, Loulé, Olhão, Quarteira e São Brás de Alportel. Os milhares de católicos de tradição bizantina (greco-católicos) presentes no Algarve preparam-se agora para celebrar o nascimento de Jesus, o que irá ocorrer no próximo dia 7 de Janeiro, associando-se assim a muitos cristãos de rito Bizantino que seguem também o calendário juliano. Escola Ucraniana Dominical Fundada pela AUA, a Escola Ucraniana Dominical procura promover a cultura e as tradições ucranianas, funcionando aos domingos nas instalações da Escola EB 2.3 Dr. José Neves Júnior, em Faro, das 10 às 15 horas. Ali, os filhos dos imigrantes ucranianos estudam a língua materna, mas também literatura, matemática, história da Ucrânia, património, entre outras disciplinas. Presentemente, as aulas são leccionadas por 9 professores ucranianos que durante a semana têm de ter outras profissões, sendo assegurado o ensino do pré-escolar ao 2º ano e do 4º ao 7º ano de escolaridade.