As promessas foram feitas no decurso da Celebração Eucarística realizada, pelas 11.30h, na Igreja Matriz de Portimão, foi presidida pelo pároco, padre José Pedro Martins, foi precedida, no dia anterior pela ‘velada de armas’, que decorreu na mesma igreja, a partir das 21.30 horas. “O nosso agrupamento conta actualmente com 132 escutas. Os mais jovens, os lobitos, são 60: tínhamos 30 mas, com os que foram investidos, esse número duplicou”, esclareceu o chefe do Agrupamento de Portimão, Álvaro Miguel Bila, que se revelou bastante satisfeito com o número de crianças que têm aderido ao CNE. Após a cerimónia, escuteiros, amigos e familiares, num total de cerca de 400 pessoas, reuniram-se num almoço comemorativo.