Inicio / Noticias / Cristãos algarvios querem ver a Eucaristia mais valorizada e mais Adoração Eucarística

Cristãos algarvios querem ver a Eucaristia mais valorizada e mais Adoração Eucarística

Os cristãos algarvios, que se referiram ao Lausperene Diocesano, vivido na diocese algarvia, como uma acontecimento único que foi vivido com muita intensidade, manifestaram ainda o desejo de ver mais valorizada a Eucaristia, desde o aprumo com a sua preparação, passando pelo cuidado no exercício da presidência, até à sensibilidade a ter na vivência dos vários ministérios litúrgicos. Os cristãos algarvios gostariam ainda que todas as paróquias se mobilizassem na implementação de um dia mensal de Adoração Eucarística. Foi ainda sublinhado pelos participantes a importância da dimensão missionária implícita à própria vivência e celebração da Eucaristia que deve impulsionar ao testemunho coerente de Jesus Cristo nos mais variados sectores da vida em sociedade, nos quais os cristãos estão inseridos. Esta iniciativa do Departamento da Pastoral Litúrgica da diocese algarvia contou com cerca de 160 participantes, agentes de pastoral que exercem, nas suas comunidades paroquiais, ministérios litúrgicos, tais como leitores, ministros extraordinários da comunhão, acólitos, catequistas, cantores, entre outros. Segundo o padre Carlos Aquino, director do Secretariado Diocesano da Liturgia e Música Sacra, «a temática deste ano “A Eucaristia, luz e vida do novo milénio” foi escolhida tendo em conta os objectivos inspiradores e as linhas programáticas das orientações diocesanas de pastoral, que insistem este ano na convergência de acções tendo em vista a valorização e aprofundamento sobre a Eucaristia e Vocações de especial consagração». Assim, ao longo do fim-de-semana, os diversos agentes de pastoral puderam assistir a um conjunto de intervenções que valorizaram as diversas dimensões da Eucaristia. Logo na sexta-feira, após o acolhimento e jantar, os participantes foram esclarecidos sobre a dimensão de “A Eucaristia no Contexto do Mistério Pascal de Jesus”, numa conferência apresentada pelo padre Mário de Sousa. No sábado, pela manhã, coube ao padre António Manuel Martins abordar a temática “O Rosto Eucarístico da Igreja”, seguindo-se a intervenção do padre Carlos Aquino sobre “Eucaristia, Fonte de Partilha e Solidariedade”. Após o almoço, os presentes repartiram-se por quatro áreas temáticas, escolhidas no momento da inscrição. O primeiro grupo assistiu então à intervenção do casal Cristina e Jorge Russo, membros da equipa do Sector Diocesano da Pastoral Familiar, sobre “A Família e a Eucaristia”. Samuel Mendonça, coordenador da equipa do Sector Diocesano da Pastoral Juvenil, interveio sobre a “Eucaristia e Pastoral Juvenil”, enquanto o padre Carlos Aquino abordou a temática “Eucaristia e Pastoral Vocacional”. Para o segundo grupo, Carlos Oliveira, presidente da Cáritas Diocesana do Algarve, falou sobre a “Eucaristia e a Opção Preferencial pelos Pobres”, enquanto a quarta área temática foi apresentada pelo cónego José Pedro Martins, coordenador do Departamento Diocesano da Pastoral Litúrgica, referindo-se à temática “Tradições Eucarísticas e Renovação Pastoral”. Após as intervenções das quatro áreas, todos os participantes voltaram a reunir-se para uma partilha das conclusões dos três grupos temáticos e para um momento de debate e esclarecimento entre os agentes de pastoral e os diversos intervenientes. Depois da oração de vésperas e jantar, a celebração de Adoração Eucarística que se realizou na noite de sábado foi um dos pontos altos destas jornadas de formação que contaram com a presidência do Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas. No domingo, após as laudes e pequeno almoço, coube ao padre Joaquim Nunes, director do Secretariado Diocesano do Património Cultural da Igreja, apresentar uma reflexão intitulada “A vivência e Celebração da Eucaristia”, sobre a passagem bíblica do evangelho de São Lucas, capítulo 24, versículos 13 a 35. Antes do almoço foi celebrada a Eucaristia e, da parte da tarde, o encerramento destas Jornadas Diocesanas de Pastoral Litúrgica ficaria marcado pela conferência do Bispo diocesano que reflectiria sobre os desafios pastorais, resultantes da temática “A Eucaristia, Luz e Vida do Novo Milénio”.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …