Sexta-feira 29 de Novembro de 2019
Inicio / Noticias / Cruz de S. Damião aproximou algarvios da espiritualidade de S. Francisco

Cruz de S. Damião aproximou algarvios da espiritualidade de S. Francisco

Simbólica para toda a Igreja, particularmente para a comunidade franciscana, a Cruz encontrada na capela de São Damião (Assis – Itália) representa o seguimento de Francisco de Assis ao apelo de Jesus Cristo. O ícone começou a dar a volta a Portugal em Janeiro de 2006, inicialmente nas casas da Primeira Ordem, para celebrar os 200 anos da sua fundação que se completam em 2009 e os 800 anos da vocação de Francisco. A partir de Outubro de 2006 a cruz começou a percorrer todas as casas e paróquias onde se encontra a Ordem Terceira, ou seja a Ordem Franciscana Secular e as Irmãs Franciscanas. Ao Algarve chegou da diocese de Setúbal no dia 13 de Fevereiro, esteve presente em Odiáxere, Portimão, Cachopo, Martinlongo, Tavira, Olhão e Fuseta e partiu para a diocese de Beja. À FOLHA DO DOMINGO, o padre frei Mário Jorge Barbosa garantiu que a adesão das pessoas à passagem da Cruz variou em função dos sítios, do conhecimento que as pessoas tinham de Francisco de Assis e das personagens franciscanas e também do entusiamo dos párocos. "Muita gente tinha uma réplica do ícone em casa mas não sabia que é o crucifixo da conversão e da decisão de Francisco", constatou, acrsecentando que "a matriz de Portimão foi a comunidade que mais assistência teve, devido à paróquia e ao pároco querer reabrir a Ordem Franciscana Secular em Portimão há mais de um século sem assistência". Aquele membro da comunidade franciscana de Faro manifestou também o desejo de que a passagem da Cruz "seja um grande estímulo para a fé franciscana em Portugal". O Bispo do Algarve que presidiu à celebração da Eucaristia na igreja de São Francisco em Tavira, no passado domingo, integrada no programa de visita da Cruz, exortou também os cristãos a viverem "com intensidade" a espiritualidade franciscana. "Francisco viveu de uma maneira muito intensa a espiritualidade do Evangelho e as Bem-aventuranças. Com tanta intensidade que ainda hoje a sua espiritualidade constitui para nós referência, apoio e ajuda em encarnarmos a mensagem do Evangelho", salientou, deixando um desejo. "Gostaria que esta passagem da Cruz de São Damião pela nossa diocese, particularmente pelas paróquias onde existem comunidades franciscanas, fosse uma bênção, não só para aqueles que tiveram oportunidade de meditar e acolher, para se deixarem envolver pelo espírito franciscano de que esta Cruz é símbolo", referiu. A Cruz original de São Damião está na basília de Santa Clara de Assis (Itália).

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …