As ocorrências, quer do 40º aniversário do Decreto conciliar Ad Gentes, quer do V centenário do nascimento de São Francisco Xavier, são lembradas como referências obrigatórias, inspiração e testemunho “ide pelo mundo e anunciai o evangelho”, “resposta que a celebração do Dia Mundial das Missões pretende avivar, de modo renovado, na vida de cada baptizado, devendo ser assumido por toda a comunidade cristã, pois é uma missão pessoal indelegável” afirma D. Manuel Quintas. A passagem do 40º aniversário do decreto conciliar, inspirador das Jornadas Missionárias deste ano, permite assumir e desempenhar com maior consciência, o impulso que o documento trouxe à realização da missão da Igreja, a sua importância e a sua actualidade face aos desafios colocados por um mundo caracterizado por profundas mudanças. O padre Durães Barbosa, director nacional das Obras Missionárias Pontifícias (OPM) referiu à Agência Ecclesia que “as Jornadas Missionárias em Fátima foram preparação para este mês missionário”. D. Manuel Quintas faz votos que o Outubro Missionário e a celebração do Dia Mundial das Missões, constituam para todas as comunidades cristãs um tempo privilegiado de crescimento na consciência da participação activa na acção evangelizadora da Igreja. O padre Durães Barbosa, acredita que “é preciso trabalhar a consciência do papel que cada um tem individualmente na missão”. Para isso, as OMP, prepararam o “Guião Outubro Missionário 2006” enviado para todas as paróquias e todos os IMAG (Institutos Missionários Ad Gentes), o­nde se encontra, para além das mensagens de D. Manuel Quintas e de Bento XVI, um roteiro para cinco semanas, “uma de preparação e outras quatro com explicação de um tema para ajudar a reflectir. Subsídios para ajudar a viver este mês” explica o director das OPM, sublinhando também que “os testemunhos anteriores de missão, caso de São Francisco de Assis são forma de cativar os mais jovens, pois os testemunhos constituem um património da Igreja missionária”. Todo este espírito dinâmico nas missões pretende abrir caminho para a preparação de um Congresso Missionário Nacional em 2008. “Devemos apostar cada vez mais em dinamizar as paróquias e dioceses, e vai passar por todos os locais uma equipa para falar sobre este congresso” finaliza o padre Durães Barbosa.