Esta nomeação de D. Manuel Quintas acontece na sequência da colaboração que o agora prefeito já prestava à instituição, integrando há algum tempo a sua equipa formadora. Na provisão da nomeação, a que a FOLHA DO DOMINGO teve acesso, o Bispo diocesano sublinha que o “Seminário é um serviço que constitui uma prioridade na vida da Igreja local”, o “«coração» da Diocese”. O documento justifica ainda a nomeação, considerando esse aspecto e “tendo em conta que as vocações, nomeadamente as sacerdotais, exigem cuidado pastoral e atenção”, em conformidade com a proposta do Programa Pastoral da diocese algarvia, “bem como a necessidade de garantir a formação dos candidatos ao sacerdócio ministerial a realizar no Seminário”.