Por exemplo, no que se refere à música nas celebrações litúrgicas continua em vigor o princípio que diz: “A música não deve dominar a liturgia, mas servi-la”. Desde já podemos perguntar: – Actualmente esse princípio é respeitado? Infelizmente, existem por aí abusos de músicas que dominam a celebração e convidam pouco a rezar… Todos sabemos e temos experiência que nalgumas Missas Cantadas com palmas e dança é difícil que a música ajude a rezar. Isso não significa que dançar seja mau, sobretudo em determinadas culturas e ambientes celebrativos… Mas o que está certo é que as pessoas devem expressar-se sim, mas também rezar…Vem a propósito recordar aqui algumas orientações que o saudoso Papa João Paulo II publicou, precisamente, nas comemorações dos 40 anos da promulgação da Constituição “Sacrossanctum Concilium”, sobre a Liturgia, para responder, digamos assim, à perplexidade de muitos perante certas práticas no que toca ao ruído e às danças em plena Eucaristia: “urge investir na dignidade da celebração, e redescobrir o valor imperecível do silêncio”. E acrescenta: “a liturgia por uma parte supõe o anúncio do Evangelho e, por outra, exige o testemunho cristão na História, já que o mistério proposto na pregação e nas catequeses, acolhido na fé e celebrado na liturgia deve modelar toda a vida dos crentes, que estão chamados a ser seus arautos no mundo”. Diz ainda João Paulo II no documento acima referido: “a vida espiritual dos fiéis alimenta-se na celebração litúrgica… E necessário um cristianismo que se distinga antes de tudo pela arte da oração”.Refere ainda aquele saudoso pontífice que “apesar da secularização, no nosso tempo está a emergir, de diversas formas, uma renovada necessidade de espiritualidade…”. Neste sentido é preciso saber unir à oração o silêncio. Sim, o silêncio porque numa sociedade que vive de maneira cada vez mais frenética, com frequência atordoada por ruídos e dispersa no efémero, é vital descobrir o valor do silêncio…” Momentos de silêncio são necessários e imprescindíveis em todas as celebrações eucarísticas.