Tendo lugar, este ano, no salão paroquial e social das paróquias de Loulé, a Assembleia Diocesana voltará a ter como destinatários, o clero da diocese, os religiosos, os responsáveis pelos departamentos da pastoral diocesana, os seminaristas, os responsáveis pelos movimentos com expressão na diocese, e os Conselhos Pastorais Paroquiais, ou em alternativa, as equipas de apoio à acção pastoral dos párocos. O momento mais significativo do dia ficará a cargo do Serviço de Animação Comunitária do Movimento por um Mundo Melhor como a FOLHA DO DOMINGO já tinha noticiado [ver edição n.º 4650] e terá como principal objectivo ajudar a diocese algarvia a responder a uma das finalidades prioritárias do seu Programa Pastoral para este novo ano: conhecer a sua própria realidade. Desta forma, segundo adiantou à FOLHA DO DOMINGO, o padre Paulo Gerardo, director nacional do Movimento por um Mundo Melhor, “o que se pretende é ajudar a diocese, nesse esforço de ver, compreender e estudar a realidade daquilo que é neste momento da sua vida”. “O que vamos fazer, concretamente, é apresentar uma grelha de leitura dessa realidade para que a mesma possa ser interpretada com mais profundidade e com os ‘olhos da fé’ para que se perceba, por exemplo, quais os chamamentos que daí advêm”, complementou. Assim, a intervenção do movimento procurará num primeiro momento ajudar a uma “leitura dos sinais dos tempos” e depois passará à apresentação de métodos para o reconhecimento dessa realidade. “Vamos dar não só os instrumentos, mas também as razões porque é importante fazê-lo”, acrescentou o padre Paulo Gerardo. O programa do dia terá início pelas 9.30 horas com o acolhimento dos participantes, seguindo-se meia hora mais tarde a oração da manhã, a abertura e a apresentação do Programa Diocesano, pelo Bispo da diocese. Às 10.45 horas, terá início então intervenção mais significativa do dia, da responsabilidade do Movimento por um Mundo Melhor. Pretender-se-á fornecer aos presentes uma grelha de análise para melhor conhecer a realidade diocesana. Após o almoço que acontecerá pelas 13 horas, os trabalhos serão reiniciados às 14.30 horas, terminando a assembleia com a celebração da Eucaristia pelas 17.00 horas.