Recorde-se que a erecção de uma comunidade em vicariato é a fase que precede a sua erecção em paróquia. Para responder ao crescimento habitacional tornou-se urgente criação de infra-estruturas necessárias ao apoio do trabalho pastoral que ali vinha sendo realizado. Surgiu assim em 2001 a igreja da Mexilhoeira da Carregação, depois a casa paroquial, o salão, salas de catequese e por último a creche e o jardim-de-infância. O novo vicariato agora erigido foi confiado aos cuidados do padre Domingos Fernandes, que já era pároco da comunidade anteriormente. No passado domingo, o vigário geral da diocese do Algarve, padre Firmino Ferro, presidiu, em representação do Bispo do Algarve, à celebração da erecção do novo vicariato e à tomada de posse do seu pároco. No decreto da erecção da nova estrutura paroquial, o Bispo do Algarve apontou como razões da sua decisão "o crescimento, a maturidade da fé e vida da comunidade cristã da Mexilhoeira da Carregação". D. Manuel Quintas constata no documento a que a FOLHA DO DOMINGO teve acesso que a Mexilhoeira da Carregação, mediante "um empenho activo, tem vindo a congregar esforços e meios para se dotar das infra-estruturas pastorais, assim como o facto de desenvolver todas as acções próprias de uma comunidade cristã autónoma". O Bispo diocesano realçou ainda o "crescimento humano" daquela zona e ao que se prevê no futuro, bem como ao pedido da comunidade cristã para que fosse erecta em vicariato paroquial, o qual foi acolhido pelo Conselho Pastoral da paróquia de Estômbar e igualmente pelo Conselho Presbiteral da diocese do Algarve, na sua reunião do passado dia 26 de Maio. A proposta foi apresentada ao Bispo diocesano em Outubro passado, aquando da sua visita pastoral a Estombar, pedido que seria formalizado em Dezembro de 2007 e que salientava a necessidade de "autonomia eclesial" da comunidade. O novo vicariato terá os limites do rio Arade a Norte, da linha do caminho de ferro e da antiga Estrada Nacional 125 a Sul, da Estrada Nacional 125 a nascente e da rua Poeta António Aleixo e dos limites da Freguesia do Parchal a Poente. Na mensagem enviada, lida pelo pároco na celebração eucarística de domingo, o Bispo do Algarve exortou os cristãos da Mexilhoeira da Carregação a fazerem de Cristo o centro da sua vida e a não esmorecerem no compromisso da "construção de uma comunidade eucarística, fraterna, ministerial e missionária". O prior do vicariato da Mexilhoeira da Carregação apresentou ainda o Conselho Económico Paroquial. O presidente da Câmara de Lagoa, que descerrou com o vigário geral da diocese algarvia, uma lápide que fica na igreja local a assinalar aquele dia festivo, considerou que a comunidade "tem feito um trabalho extraordinário sob a direcção pastoral do padre Domingos Fernandes". O autarca congratulou-se pelo pároco ter conseguido "criar condições e congregar muitas vontades". O padre Firmino Ferro lembrou que "a erecção canónica deste vicariato traz mais responsabilidades a todos" e observou que "o vicariato e os restantes organismos da freguesia são colaborantes, tendo em vista o bem comum". À FOLHA DO DOMINGO, o padre Domingos Fernandes confessou que a expectativa da erecção em vicariato existia já há algum tempo, por se constatar que as condições e o trabalho realizado na Mexilhoeira da Carregação eram as mesmas existentes noutras comunidades do Algarve. "Nos últimos anos já funcionávamos como uma paróquia", observa, garantindo por isso que as suas responsabilidades pastorais não irão aumentar. Natália Paias, secretária do Conselho Pastoral Paroquial, considera que as mudanças de agora em diante serão mais ao nível estrutural, tendo em conta que poderão realizar alguns actos que anteriormente eram realizados na paróquia de Estombar. "O trabalho da comunidade vai continuar agora talvez com mais empenho no seguimento da caminhada que vinha sendo feita na paróquia de Estombar", aponta, reconhecendo que a paróquia já tinha aquela comunidade a funcionar de forma "muito independente". Natália Paias explicou que o crescimento da Mexilhoeira da Carregação reflecte-se na vida da comunidade. "As pessoas vêm morar para cá e depois acabam por se integrar na comunidade", referiu. Antes da celebração da Eucaristia, em que também tomou posse o pároco, foi ainda realizada uma procissão com a imagem de Santo António, patrono do novo vicariato. Alguns números… 2000 a 2500 habitantes 400 pessoas é a capacidade da igreja paroquial 300 pessoas é a capacidade do salão paroquial 146 crianças na creche e jardim-de-infância 120 crianças e jovens na catequese 87 pessoas comprometidas com serviços e sectores pastorais 15 dos quais leitores 11 acólitos, 8 catequistas, 8 elementos do sector sócio-caritativo, 5 salas de catequese 3 ministros extraordinários da comunhão.