Os apoios concedidos ascendem aos 318.600 euros e foram atribuidos no âmbito de candidaturas apresentadas pelas paróquias de Boliqueime, Cachopo, Luz de Lagos, Pêra e Raposeira e também pela diocese do Algarve. No caso da diocese algarvia, o apoio concedido no valor de 69.877,50 euros destina-se a comparticipar a execução de obras de adaptação na capela do Paço Episcopal para realização de uma exposição de Arte Sacra, integrada no projecto “Faro, Capital Nacional da Cultura”, que será inaugurada no decorrer do próximo mês de Dezembro. O finaciamento de 58.520 euros para a paróquia de Boliqueime prevê a reparação da cobertura da igreja paroquial. Em relação a Cachopo, os 40.658,36 euros serão para comparticipar a readaptação do edifício para o Centro de Convívio da Feiteira. Para a Luz de Lagos, os 48.545 euros finaciam a recuperação do telhado, paredes e vitrais da igreja paroquial. Em Pêra, a comparticipação com 62.877,50 euros ajudará na terceira fase da recuperação da igreja de São Francisco que compreenderá o arranjo do chão, paredes laterais e electrificação, sendo que as anteriores fase contemplaram já a recuperação do primeiro andar, com a construção de novas salas para reuniões. No caso da paróquia da Raposeira, o apoio, no valor de 38.115 euros, respeita à recuperação e restauro dos retábulos da igreja paroquial. Foi ainda assinado um protocolo com o Conservatório Regional do Algarve para financiamento de 67.823,33 euros na criação de instalações sanitárias e acessos para deficientes. O secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, Eduardo Cabrita, que presidiu ao acto no salão nobre do Governo Civil do Distrito, em Faro, destacou que “este programa não tem qualquer lógica assistencialista, mas apoia verdadeiros investimentos no desenvolvimento local”. Para o governante, “estes projectos têm uma capacidade reprodutiva que relativamente ao valor envolvido é, por vezes, muito superior ao de projectos de maior dimensão”. “Acreditamos que ao apoiar este tipo de iniciativas estamos verdadeiramente a apostar o desenvolvimento ao nível mais local e confiamos nestas instituições que são conhecidas a nível regional pelo trabalho meritório que têm desenvolvido”, afirmou Eduardo Cabrita. A sessão contou igualmente com a presença do Governador Civil do Distrito de Faro, António Pina, o presidente da Câmara Municipal de Faro, José Apolinário e do representante da CCDRAlg – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento do Algarve, Brandão Pires, e da directora geral das Autarquias Locais, Maria Eugénia Santos que assinaram o protocolo juntamente com os representantes de cada entidade apoiada.