Sexta-feira 23 de Agosto de 2019
Inicio / Noticias / DOIS MILHÕES DE POBRES

DOIS MILHÕES DE POBRES

Nestas palavras daquele sacerdote, que conhece a falta a magnitude deste flagelo que a todos nos deve importar e assumirmos o nosso papel desta dramática situação social e humana, quer dizer que em cada cinco portugueses um dos nossos irmãos vive em limites de extrema pobreza. O Evangelho do Amor, o Cristianismo que professamos, a solidariedade com todos aqueles, neste caso específico que, como nós nasceram portugueses, aponta, segundo o Padre Jardim Moreira e aponta-nos a todos nós, um só caminho, uma só via e uma única resposta: «É urgente encontrar um equilíbrio na distribuição da riqueza». Todos o sabemos, com especial clarividência e crescente realidade que, como ainda recentemente o vimos escrito que «cada vez os ricos são mais ricos e os pobres em maior número e cada vez mais pobres». Não se trata de derrotismo, nem de demagogia barata, mas de uma questão social de profunda importância que não se compadece com ineficazes panaceias, que não vão ao fundo da questão nem respondem minimamente às exigências que são, ética e com realidade colocadas. Sentimos este drama no quotidiano, como na esmagadora maioria o sentem em avassalador crescente, os que faziam parte de uma apelidada «classe média» para vez a ser mais engolida na tragédia da pobreza. De modo próprio para os tais «dois milhões de pobres» é urgente… o amor e a ajuda que lhe está intrínseca.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …