Segunda-feira 21 de Outubro de 2019
Inicio / Noticias / DOIS TESTEMUNHOS DE SENTIDO EVANGÉLICO

DOIS TESTEMUNHOS DE SENTIDO EVANGÉLICO

O primeiro diz respeito ao «Dia Nacional das Misericórdias» que dia 31 de Maio se assinala, enquanto decorre nessa assinalada presença do Cristianismo no espaço ibérico, que é Braga, o seu «VIII Congresso Nacional», sob o tema de «Modernidade e Boas Práticas», até Domingo próximo. Ao longo de mais de cinco séculos de História, toda ela eivada pelo mais belo espírito cristão, em consonância com essa «Cartilha Admirável de Amor ao Próximo», a génese do «Mandamento Novo», que são as «Obras de Misericórdia», esta obra da Igreja, porque indubitável e honestamente o é, desde que a Rainha Dona Leonor, na sugestão de Frei Miguel Contreiras, a instituiu, expressa, por esse mundo em fora e de modo muito específico no espaço dos países de língua oficial portuguesa, a comunhão partilhada, solidária e fraterna dos irmão em Nosso Senhor Jesus Cristo. O aliciante tema deste reunião magna das Misericórdias define ao fim e ao cabo aquilo que tem sido nestes quinhentos anos o caminho de fé percorrido com amor, com fé e com doação total – estar de acordo com cada tempo, vivendo a mensagem evangélica que há dois mil anos soprou de Jesus de Nazaré por sobre a Terra: «amai-vos uns aos outros como Eu vos amei». A outra celebração que ocorre no Domingo e que está profundamente ligada ao exposto anteriormente neste «Testemunho» é a comemoração, do «Dia Nacional do Cigano». Relativo pouco valor se tem dado, de modo próprio na nossa Igreja Diocesana, a estes nossos irmãos, que com a sua identidade, vivência e cultura próprias, ás quais devemos o exigido e exigível respeito, na nossa condição de cidadãos – cristãos. Constituem, não raro, uma comunidade marginalizada, à parte, salvo raras excepções de que a acção da Caritas Diocesana, no contexto da Pastoral Social da Igreja continua realizando em prol dos mais necessitados, «guettos» à margem das nossas vidas comunitárias. Urge que aqui e em obediência ao pedido de Maria («Fazei tudo o que Ele vos disser…»), aliás na concretização do Plano Diocesano da Pastoral para estes seis anos, que não apenas no Domingo «Dia Nacional do Cigano», mas em cada hora de cada dia de cada ano, nos lembremos destes nossos irmãos, porque, como todos os homens, nossos irmãos o são em Cristo.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …