Quinta-feira 19 de Setembro de 2019
Inicio / Noticias / DUZENTOS MIL CONSUMIDORES DE DROGAS EM PORTUGAL

DUZENTOS MIL CONSUMIDORES DE DROGAS EM PORTUGAL

De todos os consumidores de haxixe, heroína, cocaína e ecstasy, 80 mil são toxicodependentes. Segundo os relatos e as análises de vários especialistas nesta matéria, levam-nos às seguintes conclusões: A política de combate, prevenção e tratamento que tem sido seguida foi um completo falhanço. É notória a maior perturbação do consumo de droga, em especial no meio jovem. Ao mesmo tempo há mais mortes associadas à droga, menos indivíduos em primeiras consultas e um aumento acentuado do número total de toxicodependentes em programas de substituição opiácea. Por isso, a Associação para um Portugal Livre de Drogas defende, para o nosso País, o modelo de sueco que não faz distinção de drogas leves e duras, proibindo ambas. E além disso, insiste na estratégia de combate, prevenção e tratamento na linha traçada pelas Nações Unidas que consiste em eliminar ou reduzir significativamente a oferta e a procura da droga até 2008. Aquela Associação diz que a Suécia tem uma população idêntica à nossa e tem menos um terço de toxicodependentes, isto é, cerca de 25 mil. Por isso a mesma Associação garante que, se a aposta for orientada no sentido da proibição, o número de consumidores reduzir-se-á drasticamente. E a par desta última medida devem ser incrementadas outras, nomeadamente junto da população escolar. É preciso que os jovens entendam e criem uma “cultura de repulsa e resistência a cujos frutos poderão ser vistos a médio e a longo prazo”. De facto, contra um flagelo de tamanhas proporções há que utilizar todos os meios e estratégias adequadas a combatê-lo e a eliminá-lo.

Verifique também

Bispo do Algarve destacou ação das Misericórdias para “curar as chagas humanas e sociais”

O bispo do Algarve considerou ontem que “as Misericórdias se situam entre as instituições que, …