Ao projecto da “Patrulha Lince”, equipa liderada por Edgar Correia, que conduz os destinos dos escuteiros algarvios nos próximos três anos, o Conselho Regional, deu um “sim” inequívoco. Com objectivos programáticos em grandes áreas de acção, como as secções etárias – lobitos (6-10 anos), exploradores/moços (10-14 anos), pioneiros/marinheiros (14-17 anos), caminheiros/companheiros (18-21 anos), pedagogia da fé, comunicação e desenvolvimento, administração e expansão, das acções a decorrer em 2008, salienta-se os diversos encontros de trabalho entre a Junta Regional, chefes de Agrupamento, assistentes e chefes de unidade, no intuito de identificar necessidades de apoio regional ao nível dos agrupamentos, fortalecer o relacionamento entre o CNE da região e a Igreja, definir o modelo de organização de actividades regionais, desenvolver formas de aprofundar a pedagogia da Fé e a pedagogia do serviço, além de efectuar acções de formação de adultos no escutismo, ou seja, formar os adultos para melhor servir os jovens. Investir no escutismo a nível paroquial para servir a juventude escutista Além da comemoração regional do Dia de São Francisco (patrono dos Lobitos) de 2008 e preparar as grandes actividades regionais para 2009, tais como os dias de São Paulo, São João Brito, Baden-Powell e São Jorge, a Junta Regional vai apostar essencialmente no desenvolvimento escutista a nível paroquial. Sendo o CNE a maior associação de juventude no Algarve, o investimento será feito na visita, no apoio e no trabalho com os Agrupamentos, de modo a conhecer melhor a realidade de cada um e, em conjunto com as equipas locais, encontrar caminhos para o desenvolvimento integral da juventude, que é a principal finalidade do movimento. Para o efeito, além de outras iniciativas, vão iniciar-se já este ano diversas acções de formação para adultos, nomeadamente os Cursos de Iniciação (CI), de Introdução Pedagógica (CIP) e de Aprofundamento Pedagógico (CAP), de modo a preparar, por um lado os futuros dirigentes, e por outro os dirigentes já investidos, nas diversas tarefas de acompanhar, educar, orientar e chefiar os jovens escuteiros na pedagogia escutista, nos seus escalões etários, entre os seis e os 22 anos de idade. Paralelamente, a Junta Regional irá editar um boletim regional, periódico, um instrumento de informação, formação e divulgação que já fez história noutras épocas, prática entretanto abandonada mas que voltará agora a ser uma realidade, com a particularidade de ser produzida em formato digital (no site da Junta Regional) e em papel. Expansão do Escutismo e divulgação do Escutismo Marítimo Como refere a Conferência Episcopal Portuguesa na sua Exortação Pastoral “Escutismo, Escola de Educação”, «O Escutismo contém, no método educativo, virtualidades evangelizadoras de indiscutível oportunidade pastoral». É também missão da Junta Regional dinamizar e apoiar a expansão do movimento nas paróquias algarvias ainda sem escutismo e onde se pretenda que este movimento seja uma realidade. Neste momento com 29 Agrupamentos de âmbito paroquial e mais quatro em formação, correspondentes a cerca de 2000 filiados efectivos, o objectivo é alargar o CNE a mais paróquias, vicariatos paroquiais e comunidades. Nesse âmbito, entende a Junta Regional ganhar particular importância a divulgação do Escutismo Marítimo, um ramo do movimento tão antigo como o próprio escutismo e com cerca de duas dezenas de Agrupamentos em Portugal, um dos quais no Algarve, em Ferragudo, e outro em formação, na Praia de Carvoeiro. Intercâmbio internacional No Conselho Regional, foi anunciado que uma equipa composta por três formadores algarvios vai estar envolvida, já neste mês de Junho, na formação de futuros dirigentes do Agrupamento 1308, de Genebra, Suiça. O Agrupamento 1308 é um dos dois únicos do CNE fora do território nacional (o outro é o 341: Grupo de Escuteiros Lusófonos de Macau. Filiado em 2007, o Agrupamento de Genebra contou, para a sua formação, com um CIP – Curso de Iniciação Pedagógica, ministrado por formadores do Algarve. Agora, uma nova equipa de formadores algarvios, sob a direcção da chefe regional adjunta, Filomena Correia, será responsável por mais um CIP na Suiça. Em Genebra, será também assinado entre o Agrupamento local e os responsáveis regionais algarvios um protocolo de cooperação para a área da Formação de Adultos. No intercâmbio internacional, a Junta Regional deu também a conhecer aos conselheiros que se prepara para estabelecer protocolos com o MSC – Movimento Scout Católico, de Espanha, para o desenvolvimento de actividades em conjunto, bem como com o Movimento Escutista de Angola, no domínio da formação e em acções de Serviço. Refira-se que, em 2004, formadores do Algarve foram pioneiros na formação de dirigentes escutistas em Cabinda. Ainda neste domínio, a Junta Regional tem estado a dar apoio logístico e não só a um agrupo de escuteiros belgas que virão este Verão realizar um acampamento na Mata do Barão de São João, em Lagos. Do mesmo modo, está a apoiar o acampamento do Agrupamento do CNE de Genebra que se realizará, também no Verão, no mesmo local.