O chefe José Manuel confidencia que um dos projectos que tem para os Caminheiros passa pela sensibilização para a organização de uma estrutura com vista ao voluntariado. "Para ajudar os idosos em pequenas tarefas diárias", explica o chefe do agrupamento, dando como exemplo "a mudança de uma lâmpada ou de um móvel". "É importante visitarmos os idosos para vermos quais as suas necessidades", sublinhou José Manuel. O agrupamento conta actualmente com 52 elementos das 4 secções e 6 dirigentes e tem duas sedes, uma dentro da cidade, no antigo colégio do padre Oliveira e outra, no espaço rural, numa antiga escola primária, agora desactivada. "Em termos de instalações estamos bem servidos", considera o chefe do agrupamento. Em termos da inserção na paróquia, aquele dirigente realça que os escuteiros têm também sido um ponto de entrada na comunidade. "Tentamos trazer para a catequese os miúdos que entram para o escutismo", concretiza.