Tendo começado no dia 8 de Setembro, dia da Natividade de Nossa Senhora, com uma solene Celebração, às 19 horas, seguida de uma Vigília Eucarística, de cariz mariano, pelas 21.30 horas, as festividades culminaram no domingo, dia 11. Nesse último dia, a comunidade iniciou a jornada com a Oração de Laudes, às 10 horas, na igreja paroquial. Pelas 16 horas foi o momento da Celebração Eucarística com a presença dos irmãos da Capelania de São Vicente da igreja anglicana que também se associaram para, em conjunto, celebrar sua fé. Após a Solene Eucaristia campal, seguiu-se a procissão com a imagem de Nossa Senhora da Luz que visitou a praia e o mar. Nesse momento, foi invocada a bênção de Deus sobre o mar e os que nele trabalham. A imagem de Nossa Senhora foi levada, durante 15 minutos, pelas águas numa embarcação previamente disponibilizada por uma família daquela vila. Esta tradição, desde há muito esquecida e agora retomada, foi uma forma de diálogo com os pescadores e de aproximação, por parte da Igreja, à realidade social envolvente. A inter-colaboração entre paróquia, Junta de Freguesia e Clube Desportivo foi o meio mais eficaz de organizar uma festa marcada pela variedade, criatividade, partilha e enriquecimento mútuo por parte das entidades nela envolvidas. Na sexta-feira e no sábado decorreram, além das actividades desportivas e recreativas, alguns momentos de celebração e oração. Na sexta-feira houve também, ao final da tarde, uma Celebração da Paz (com reconciliação individual). No sábado foi feita a animação da celebração vespertina, às 21 horas, tendo sido realizada uma autêntica “Vigília da Luz”. Por estes dias, estiveram, alojados em Burgau, alguns jovens de outros pontos do país que vieram colaborar na animação da festa e nos trabalhos das comunidades da paróquia da Luz de Lagos (Almádena e Espiche). Algumas jovens desse grupo (denominado “100 % jovem”) actuaram na Festa da Luz (no domingo) e ainda no Lar de Espiche, na NECI – Núcleo de Apoio à Criança Inadaptada, nos Montinhos da Luz, e no salão de Almádena. Destaca-se a acção destas jovens em várias acções na sede da paróquia e nas suas comunidades, nomeadamente a animada e festiva visita ao Lar de Espiche, a celebração em Almádena no sábado o­nde se criou um ambiente de felicidade e fraternidade. Recorde-se que cada uma das comunidades da paróquia celebrou a sua festa de Verão com ecos bastante positivos – Almádena, a 22, 23 e 24 de Julho, e Espiche, a 6 e 7 de Agosto. Nas duas iniciativas estiveram sempre presentes pessoas das diferentes comunidades, tendo inclusivamente participado nas celebrações, o que comprova o esforço de comunhão, entre as diversas comunidades, que tem vindo a ser ultimamente promovido na paróquia.