Incluída na iniciativa mundial que procura anualmente difundir a ideia de que a unidade, a diferentes níveis (entre povos, culturas, gerações, étnias, religiões, etc) é possível, a jornada reuniu cerca de 90 participantes (incluindo adultos), e procurou sensibilizar, sobretudo as crianças e jovens, para a Paz. Esta sensibilização feita, através do desporto, procurou levar os participantes, enquanto jogavam, “a viver entre si a fraternidade”, explicou à FOLHA DO DOMINGO, Maria José Ramos, responsável do movimento no Algarve. “Procurámos viver um dia de desporto pela Paz, praticando desporto, mas tratando-nos como irmãos”, complementou. De manhã, enquanto chuvia, jogou-se no ginásio, basquetebol com balão ou o jogo do lenço. Quando o tempo o permitiu, os jovens desportistas desceram até aos campos de jogos para uma partida de futebol, basquetebol ou do jogo do mata. Em cada etapa era lançado um dado especial que, em cada uma das 6 faces, recordava aos participantes os objectivos do dia. À tarde houve ainda a possibilidade de participação na interligação telefónica planetária entre os jovens dos 65 países envolvidos, procurando partilhar as diferentes experiências realizadas. Sobretudo o trabalho feito no âmbito do diálogo inter-religioso e uma mensagem da fundadora dos Focolares, Chiara Lubich, para que “sejam todos irmãos”. Sandra Pinto e Vanessa Pires, duas das jovens participantes, testemunharam a importância da iniciativa. “Para mim, pensar que posso fazer qualquer coisa para contribuir para a Paz é muito importante”, afirmou Sandra Pinto, complementada por Vanessa Pires que considerou que, “se cada um der um passo para construir a Paz, conseguiremos atingir a fraternidade”. O encerramento da Semana Mundo Unido, que decorreu de 15 a 22 de Outubro, foi dinamizado, a nível nacional, em mais quatro cidades portuguesas, para além de Faro: Guimarães, Coimbra, Ponta Delgada e Alenquer.