Estava repleto de fiéis, como nos dias das assinaladas celebrações o templo fusetense, artisticamente decorado com motivos natalícios e referentes à faina piscatória, sendo os cânticos da responsabilidade do grupo coral paroquial, onde destacamos a presença de elevado número de jovens. O sentido das leituras, de modo próprio a adoração ao Menino Deus pelos Reis Magos e a solidariedade com as famílias dos pescadores caxinenenses falecidos e o pedido a Deus Pai pelo eterno descanso destes irmãos, motivou a homília do presidente da celebração, padre Alberto Teixeira e um testemunho do jornalista João Leal. No final da Eucaristia foi dada a beijar a venerada imagem do Menino Jesus.