No Domingo, 13 de Maio, é, para além do Santificado Dia do Senhor, um marco assinalado na História da Igreja Católica, em Portugal e em todo o Mundo. Com efeito ocorre o 90º aniversário da primeira das Aparições de Nossa Senhora, em 1917, em Fátima a três crianças, três humildes pastorinhos, que na Serra de Aire, pastoreavam o seu rebanho. A Terra, em diversos continentes, com uma Europa dilacerada pela morte e pela dor, mas expandindo-se em múltiplos cenários, vivia o cenário horripilante da 1ª Grande Guerra Mundial com milhares e milhares de mortes e as maiores atrocidades. Os Portugueses não escapavam a esta tragédia e muitos ficaram para sempre nas batalhas travadas em França, com destaque para a tristemente "La Lys" (9 de Abril). Múltiplos acontecimentos, com destaque para esta hedionda versão primeira de um conflito mundial, mas sem esquecer a escalada marxista, a luta contra a Religião Católica, etc., ensombravam o Planeta Azul, lançando o caos, a miséria e o honor. Naquele 13 de Maio de 1917, quase ao Meio Dia, quando em muitas almas ainda pairava a santa e piedosa coragem de lançar uma prece aos Céus, a Senhora Mãe de Cristo e Mãe dos Homens, ("Era uma Senhora mais brilhante do que o Sol…") descia à Terra, escolhendo Portugal ("Terra de Santa Maria") para sobre uma azinheira, falar aos homens, deixar a sua Mensagem e pedir "Sacrifícios e Oração", fazendo sua mensageira "urbi et orbi" (à cidade e ao mundo) três crianças portuguesas. Hoje os beatificados Francisco e Jacinta e a Irmã Lúcia encontram-se na glória de Deus, junto à Senhora que durante meses com eles dialogou e lhes indicou os caminhos da conversão do Mundo. São factos incontroversos, atestados e assinalados estes cujo 90º aniversário assinalamos numa atitude de gratidão a Nossa Senhora de Fátima que, de forma pública e reverenciada o demonstraremos a quando, ainda este ano, a sua Imagem Peregrina, vier ao Algarve, que lhe devota desde há séculos (recordam-se as "Cantigas de Santa Maria de Faro", da autoria do Rei Poeta Afonso X, de Castela) uma particular devoção. Neste 13 de Maio de 2007, noventa anos volvidos sobre a aparição primeira em Fátima, glorificando Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, veneramos Maria, em comunhão com os nossos irmãos de todos os Continentes, orando: "Senhora, nós te louvamos, quem vos ama em vós confia…".